Mercado de capitais- banco de cabo verde: missão e objectivo, organograma e história

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4458 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
A realidade económica de qualquer país passa por um conjunto de politicas e tomada de decisões, com o propósito de proporcionar aos cidadãos as melhores oportunidades e a garantia de ter uma vida estável ao longo dos tempos.
Pois, todas essas politicas e decisões são de diversa ordem, onde um dos mais importantes tem a ver com o sector económico, onde se insere o sector bancário.Assim, na realidade cabo-verdiana, temos o Banco de Cabo Verde que aparece como a autoridade máxima no mercado financeiro cabo-verdiano, onde define politicas, emana ordens aos bancos comerciais e outras instituições financeiras.
Deste modo, pretende-se com este trabalho, abordar de forma não profunda a instituição “ Banco de Cabo Verde “, onde serão realçados alguns aspectos fundamentais da suarealidade, desde uma abordagem histórica, a missão, visão, valores e objectivos, bem como as suas relações com outras instituições internacionais, o funcionamento, a estruturação etc.

História
O Banco de Cabo Verde sucedeu, em linha directa, as dependências em cabo Verde do Banco Nacional Ultramarino e do Banco de Fomento Nacional, instituições essas que eram afectos a então Metrópole(Portugal).
Ao longo dos tempos, e face as conjunturas outrora vigentes e aos diversos condicionalismos que a então colónia vinha vivendo, a história bancária em Cabo Verde tem sofrido diversas mudanças, a ponto de hoje sentirmos e afirmarmos que temos uma realidade bancária forte, e reconhecida internacionalmente como sendo um ambiente bancário credível, em função dos vários acordos que o Banco de CaboVerde tem vindo a travar no domínio internacional, bem como as diversas participações de capitais que investidores estrangeiros têm nos diversos bancos comerciais espalhados pelas ilhas.

Antiga sede do Banco Nacional Ultramarino na cidade da Praia actual sede do Banco de Cabo Verde
O Banco Nacional Ultramarino foi durante 111 anos a principal instituição bancária em Cabo Verde, tendo marcadoindelevelmente a actividade comercial local. Com efeito, sendo Cabo Verde colónia de Portugal até 5 de julho de 1975, o reino de Portugal, pela carta de lei de 16 de Maio de 1864, concedeu ao Banco Nacional Ultramarino o privilégio de emissão de notas de banco sobre todo o território das colónias, em regime de exclusividade.
O parágrafo primeiro do artigo segundo da aludida carta determinou,além do mais, que a agência de Cabo Verde seria estabelecida dentro de um ano.
O Banco Nacional Ultramarino iniciou o exercício da actividade bancária com a Filial da Paria, aberta em Outubro de 1865, tendo ficado a cargo de Clarimundo Martins, conforme a Portaria de 4 de Outubro de 1865 comunicada pelo Ministério da Marinha e Ultramar ao governo da colónia. A referida Filial começou modestamente assuas operações com um capital de 30 contos, recebendo depósitos a juros variando de 3% a 5%, conforme os prazos, tomava letras, vendia saques sobre o país com prémios também variáveis em harmonia com os prazos de pagamentos.
Progressivamente foi alargando as suas operações, estendendo posteriormente as restantes ilhas.
Além da cidade da Praia, o Banco Nacional Ultramarino implantou em 1894, aAgência de S. Vicente, e em 1948 a Delegação do Sal, além de correspondências em todas as sedes dos concelhos.
Em 1973, em ordem a suprir o vazio derivado do facto de o Banco Nacional Ultramarino não realizar operações de crédito a médio e longo prazos, designadamente de operações de crédito agrícola e pecuário, de crédito industrial e crédito predial, e da reduzida acção da Caixa de Crédito deCabo Verde, o Banco de Fomento Nacional, no intuito de dinamizar as actividades produtivas, instalou uma representação em Cabo Verde.
Além das citadas instituições de crédito com sede em Portugal, funcionavam ainda a "Caixa Económica Postal", criada em 1928 mas integrada na orgânica dos Serviços dos Correios e Telecomunicações, com objectivo de financiar crédito ao consumo e de captar...
tracking img