Mente e comportamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8614 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O PROBLEMA MENTE-CORPO

Jerry Alan Fodor
(1935- ) (Rutgers University)

Original: FODOR, F.A. (1981), “The mind-body problem”, Scientific American 244(1): 124-32, 148 (janeiro). Disponível online em: http://philosophyfaculty.ucsd.edu/faculty/rarneson/Courses/fodorphil1.pdf O presente texto é uma reimpressão, com pequenas modificações, da tradução feita por Saulo de Freitas Araujo(Universidade Federal de Juiz de Fora), disponível no sítio Filosofia da Mente no Brasil: http://www.filosofiadamente.org/images/stories/textos/fodor.doc . As páginas indicadas no centro do rodapé e as figuras correspondem ao original em inglês (cada página do original cobre duas ou três páginas da tradução, que são distinguidas por “a”, “b” e “c”). Uma numeração corrida da presente versão é apresentada àdireita no rodapé, entre colchetes: [1]...

Reimpressão preparada por Osvaldo Pessoa Jr. para a disciplina TCFC3 – Filosofia das Ciências Neurais, FFLCH-USP, São Paulo, 2011.

O Problema Mente-Corpo
Seria possível as máquinas de calcular sentirem dor, os marcianos terem expectativas e os espíritos desencarnados pensarem? A moderna abordagem funcionalista na psicologia levanta a possibilidadelógica de isso acontecer.
por Jerry A. Fodor

A

moderna filosofia da ciência tem se dedicado, em grande parte, à descrição formal e sistemática das práticas bem sucedidas dos cientistas. O filósofo não tenta ditar como a investigação e os argumentos científicos devem ser conduzidos. Ao invés disso, ele procura enumerar os princípios e práticas que têm contribuído para a boa ciência. A análisetem ajudado a tornar mais evidente a natureza da confirmação, a estrutura lógica das teorias científicas, as propriedades formais dos enunciados que expressam leis e a questão da existência real das entidades teóricas. Só muito recentemente é que os filósofos começaram a se interessar seriamente pelos princípios metodológicos da psicologia. As explicações psicológicas do comportamento referem-se,de maneira ampla, à mente e aos seus estados, operações e processos. A dificuldade filosófica surge quando procuramos determinar, em uma linguagem não ambígua, o que essas referências implicam. As filosofias tradicionais da mente podem ser divididas em duas grandes categorias: as teorias dualistas e as teorias materialistas. Segundo a abordagem dualista, a mente é uma substância não-física. Paraas teorias materialistas, o mental não é diferente do físico; na verdade, todos os estados, propriedades, operações e processos mentais são, em princípio, idênticos a estados, propriedades, operações e processos físicos. Alguns materialistas, conhecidos como behavioristas

[ou comportamentalistas], afirmam que toda discussão sobre causas mentais pode ser eliminada da linguagem da psicologia esubstituída pela discussão dos estímulos ambientais e das respostas comportamentais. Outros materialistas, os teóricos da identidade, defendem a existência de causas mentais e a identidade dessas com eventos neurofisiológicos no cérebro. Nos últimos 15 anos, surgiu uma filosofia da mente chamada de funcionalismo. Essa filosofia, que não é nem dualista nem materialista, é o resultado de uma reflexãofilosófica sobre os desenvolvimentos da inteligência artificial, da teoria computacional, da linguística, da cibernética e da psicologia. Todos esses campos, conhecidos coletivamente como as ciências cognitivas, possuem em comum um certo nível de abstração e uma preocupação com sistemas e processos de informação. O funcionalismo, que é uma tentativa de fornecer uma explicação filosófica desse nívelde abstração, reconhece a possibilidade de sistemas tão diversos como os seres humanos, as máquinas de calcular e os espíritos desencarnados poderem ter estados mentais. Segundo a visão funcionalista, a psicologia de um sistema não depende da matéria a partir da qual ela é feita (células vivas, energia mental ou espiritual), mas sim do modo como ela é arranjada. ‘Funcionalismo’ é um conceito...
tracking img