Meg - modelo excelencia em gestao

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2396 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
3.2.2 MODELO DE EXCELÊNCIA DA GESTÃO

Os Critérios de Excelência do PNQ são elaborados e mantidos com base nos Fundamentos de Excelência que são representados por um Modelo de Excelência que em 2005 passou a ser denominado Modelo de Excelência da Gestão (MEG), esquematizado na Figura 1.

O presente Modelo tem como intuito servir como um modelo de gestão de referencia para asempresas, uma vez que organiza as ferramentas e práticas de gestão de maneira lógica e inter-relacionada.

Figura 1 – Modelo de Excelência em Gestão

[pic]

Fonte: Fundação Nacional da Qualidade (2010)

Por ser um modelo sistêmico, o MEG considera a estruturação e o alinhamento dos componentes de gestão das organizações sob a ótica de um sistema, o que permite que vários elementos de umaorganização possam ser implementados e avaliados em conjunto, de forma independente e complementar. A proposta do MEG não é substituir o modelo de gerenciamento adotado pela empresa, mas sim alinhar os sistemas de gestão para alavancar resultado.

A proposta do MEG é organizar os sistemas de gestão de uma forma estruturada e lógica, de fácil compreensão, tomando como base os sete critériosde processos gerenciais e com o critério de resultados. Conforme apresentado na Figura 1, a representação deste Modelo organiza seus oito critérios de forma sistêmica, evidenciando o seu caráter interdependente e complementar, visando à geração de resultados.

Vários dos elementos do MEG (clientes, sociedade, liderança, estratégias e planos, pessoas e processos) se inserem no ambiente dainformação e do conhecimento e relacionam-se de forma harmônica e integrada, gerando resultados.

A interpretação à representação do Modelo, apresentado na Figura 1, é retratada no curso Sensibilizando (FNQ,2010), da seguinte forma:

O direcionamento da organização, dado pela Liderança, ouvindo os Clientes e a Sociedade, é definido por meio das Estratégias e Planos; asua implementação é realizada por Pessoas, que compõe a força de trabalho, utilizando-se dos Processos existentes na organização, objetivando atingir Resultados; todo esse ciclo é permeado por Informações e Conhecimentos.

O Modelo de Excelência da Gestão – MEG, da Fundação Nacional da Qualidade tem por base onze fundamentos, que representam os pilares do modelo de gestão, e oito critériosde excelência (liderança; estratégias e planos; clientes; sociedade; informações e conhecimento; pessoas; processos; e resultados) e visa proporcionar uma visão sistêmica da gestão da organização na busca de alcançar níveis de desempenho comparáveis aos padrões internacionais.

Sempre atualizados quanto às necessidades da sociedade, os Critérios de Excelência são revisadosanualmente de uma forma participativa, onde toda a Comunidade da Qualidade agrega relevantes contribuições visando ao contínuo aprimoramento do modelo.

(Edson Vaz Musa, Presidente do Conselho Curador da FNQ)

Representando alicerces ao Modelo de Excelência da Gestão, os onze Fundamentos da Excelência expressam conceitos reconhecidos internacionalmente e que são encontradosem organizações líderes de Classe Mundial.

Utilizando o conceito de aprendizado e melhoria contínua, segundo o ciclo do PDCL (Plan, Do, Check, Learn), os fundamentos são: Pensamento sistêmico; Aprendizado organizacional; Cultura de inovação; Liderança e constância de propósitos; Orientação por processos e informações; Visão de futuro; Geração de valor; Valorização das pessoas; Conhecimentosobre o cliente e o mercado; Desenvolvimento de parcerias; e Responsabilidade social. Esses fundamentos representam a base teórica de uma boa gestão e são colocados em prática através dos oito Critérios de Excelência conforme apresentado na Figura 2.

Figura 2 – Fundamentos x Critérios de Excelência

[pic]

Fonte: Fundação Nacional da Qualidade (2010)

Os Fundamentos da...
tracking img