Medicina do trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 80 (19757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
cronograma Sábado, 17
08.00 Registo – entrega do pré -teste Apresentação do CTDC 08.30 09.30 10:30 10:45 Transporte do Doente Crítico Fases - Decisão, Planeamento, Efectivação Insuficiência Respiratória Princípios da Ventilação mecânica Coffee-Break Bancas Práticas:

Via aérea; Ventilação mecânica; Monitorização, Mala médica;
13:15 14:15 14:45 15:45 16:15 Almoço Choque – diagnóstico etratamento Politraumatizado TCE e TVM Algoritmo da SAV Bancas Práticas

Desfibrilhação e Pace SAV - situações especiais SAV - casos clínicos de team leader
18:15 Encerramento primeiro dia

Domingo, 18
08.00 09:00 09:30 Suporte neurológico; Sedação e analgesia Comunicações e registos Bancas Práticas / Workshops

Imobilizações e mobilizações Ambulância – características e equipamentos Situaçõesespeciais e complicações
12:00 12:15 13:15 Coffee-break Avaliação – Teste escolha múltipla Encerramento do Curso

Curso de Transporte do Doente Crítico

Fundamentação:
O transporte do doente crítico (TDC) exige uma abordagem, coordenada, integrada e multidisciplinar. Tudo começa com a decisão de transportar, de um hospital para outro ou dentro do mesmo hospital e, logo esta deve basear-senuma análise atenta da relação risco - benefício dessa deslocação. Com a reorganização dos serviços de urgência e dos centros de referência em urgência / emergência nacionais, prevê-se um aumento das necessidades deste tipo de transporte, quer intra quer inter-hospitalar. Garantir cuidados médicos adequados antes, durante e após o transporte, sem quebras na qualidade e intensidade dos mesmos, éjá hoje será mais no futuro, uma necessidade e uma exigência, cada vez melhor regulamentada.

Objectivos:
Pretende-se aumentar e melhorar conhecimentos teórico-práticos na área da Medicina de Emergência com enfoque no transporte do doente crítico, incluindo a fisiopatologia inerente ao transporte; Adquirir e melhorar competências nas técnicas mais necessárias ao transporte de doentes críticos.Uniformizar procedimentos e atitudes inerentes à organização e efectivação dum transporte.

Destinatários:
Nível IV – Médicos e Enfermeiros que possam ser chamados a efectuar o transporte de doentes críticos.

Critérios de Selecção:
Prioridades - médicos e enfermeiros envolvidos no transporte de doentes do Serviço de Urgência; Outras - médicos e enfermeiros que possam vir a terresponsabilidades pelo TDC de outros serviços do Hospital (Anestesiologia, Medicina Intensiva, Medicina Interna, Cardiologia, Cirurgia Geral, ...); Ter frequentado com sucesso o Curso de Suporte Avançado nos últimos três anos; Equilíbrio entre grupos de profissionais de saúde com o objectivo de manter um número suficiente de elementos habilitados para o transporte.

Temas:
Organização e fisiopatologia dotransporte do doente crítico; Abordagem da via aérea, básica e avançada; Insuficiência Respiratória e Princípios da Vent. Mecânica; Choque: diagnóstico e tratamento; Algoritmo de SAV – Adulto; Práticas de SAV Suporte neurológico, avaliação e tratamento; Sedação e analgesia; Abordagem do Politraumatizado e demonstrações práticas; Técnicas de imobilizações e mobilizações; Tipos e característicasdas ambulâncias; treino prático; Mala Médica e equipamentos de transporte; Comunicação e registos. Implicações éticas e legais do transporte. Pre-teste e teste teórico final

Formadores:
- Formadores do HIP (médicos e enfermeiros), apoio de uma equipa dos Bombeiros Voluntários Aveiro-Velhos

IMOBILIZAÇÕES E TRANSPORTES
As técnicas de imobilização e remoção de vítimas de trauma têm, ao longodos anos, vindo a ser modificadas e adaptadas mas obedecendo sempre aos mesmos princípios. Entre esses princípios, um destaca-se pela sua importância: mover a vítima somente o necessário para a sua correcta remoção e imobilização, mantendo ou melhorando o seu estado. DEVEM SER EVITADOS TODOS OS MOVIMENTOS DESNECESSÁRIOS NA EXECUÇÃO DAS TÉCNICAS. 2. ESTABILIZAÇÃO CERVICAL COM ALINHAMENTO MANUAL...
tracking img