Mecanica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2453 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MECÂNICA GERAL



Daniel S. Helfenstein

Prof. Margareth Frohlich


Centro Universitário Leonardo da Vinci – UNIASSELVI

Engenharia civil (Turma ENC13)
09/06/2011



RESUMO


As estruturas e as máquinas nunca são absolutamente rígidas, deformando-se sob a ação das cargas a que estão submetidas. Estas deformações são geralmente pequenas e não alteram apreciavelmente ascondições de equilíbrio ou de movimento da estrutura considerada. No entanto, essa deformações terão importância quando houver riscos de ruptura do material.
O trabalho a seguir busca abordar de forma simples e objetiva alguns conceitos fundamentais necessários para a metodologia de cálculos e a respectiva aplicação prática de cada conceito.


Palavras-chave: Momento Fletor, EsforçoCortante, Tensão, Deformação, Atrito, Máquinas.



INTRODUÇÃO


A Mecânica é uma ciência física aplicada que trata dos estudos das forças e dos movimentos. A Mecânica descreve e prediz as condições de repouso ou movimento de corpos sob a ação de forças.
A finalidade da Mecânica é explicar e prever fenômenos físicos, fornecendo, assim, os fundamentos para as aplicações da Engenharia.As estruturas e as máquinas nunca são absolutamente rígidas, deformando-se sob a ação das cargas a que estão submetidas. Estas deformações são geralmente pequenas e não alteram apreciavelmente as condições de equilíbrio ou de movimento da estrutura considerada. No entanto, essas deformações terão importância quando houver riscos de ruptura do material.
Neste artigo, estaremosabordando alguns conceitos inerentes ao comportamento de estruturas que compõem a disciplina de Mecânica, visando exemplificar de forma clara e objetiva a definição de cada um desses conceitos.

ATRITO


Considere um corpo apoiado sobre uma superfície horizontal e rígida. Se o corpo receber a ação de uma força f, devido às rugosidades surge a força de atrito.


As forças de atrito sãocontrarias ao movimento. Existem dois tipos de atrito estático e cinético.


Quando existe força atuando em um corpo, mas ele não se move, o atrito é denominado estático (F = FAE), a força de atrito estático tem um limite máximo, denominado de força de atrito estático máximo (FAEmax = μe . N). Onde: N é a fora normal que o corpo troca com a superfície do apoio e μe é o coeficiente deatrito estático. O coeficiente é um numero adimensional que depende das rugosidades da face do corpo que está apoiada e da superfície de contato. Quanto mais áspero for o corpo ou a superfície maior será o coeficiente.


A força de atrito estático pode variar de zero ate seu limite máximo, em função da intensidade da força aplicada. Então o corpo so deslizará na superfície quando a força Fvencer o atrito estático.


Quando existe força atuando num corpo e ele se move, o atrito é denominado cinético (FAC = μc . N). O coeficiente é um numero adimensional que depende das rugosidades da face do corpo que está apoiada e da superfície de contato. A força de atrito cinético é constante e não depende da velocidade de escorregamento do corpo.

TENSÃO E DEFORMAÇÃO
Osconceitos de tensão e deformação podem ser ilustrados, de modo elementar, considerando-se o alongamento de uma barra prismática (barra de eixo reto e de seção constante em todo o comprimento).
Considere-se uma barra prismática carregada nas extremidades por forças axiais P (Forças que atuam no eixo da barra), que produzem alongamento uniforme ou tração na barra. Sob ação dessas forças originam-seesforços internos no interior da barra.Para o estudo desses esforços internos, considere-se um corte imaginário na seção mm, normal a seu eixo. Removendo-se por exemplo a parte direita do corpo, os esforços internos na seção considerada (m-m) transformam-se em esforços externos. Supõe-se que estes esforços estejam distribuídos uniformemente sobre toda a seção transversal. Para que não se altere o...
tracking img