Max weber

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3573 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Santa Catarina Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Sociologia e Ciência Política

MAX WEBER

Profª Ana Saccol

• Embora Max Weber não seja muito conhecido fora do âmbito das ciências sociais, na sociologia ele é considerado um clássico de primeira grandeza. Ao contrário de outras teorias que hoje apresentam sinais de crise, o pensamento de MaxWeber tem sido bastante relido na atualidade, proporcionando para a sociologia instrumentos muito úteis para a compreensão de seus próprios fundamentos e para a interpretação do mundo moderno. Sell, C.

Max Weber (1864 a 1920)
• Nascido em Erfurt , em 21 de abril de 1864; • Primogênito de 8 filhos, seu pai era protestante, advogado e autocrata; • Intelectual alemão, jurista, economista, filósofoe considerado um dos fundadores da Sociologia; • 1883 prestou serviço militar; • 1884 inicia seus estudos universitários; • 1888 começa a trabalhar nos tribunais de Berlim; • Doutorado em Direito em 1891;

Max Weber (1864 a 1920)
• Casado com Marianne Schnitger que era socióloga e historiadora do Direito (1893); • Foi professor de Direito em Berlin (1891-1893), de Economia Política em Freiburg(1895) e de Economia em Heidelberg (1896) • Em sua casa paterna conviveu com figuras como Georg Simmel (microssociologia) e Georg Lukács (materialismo histórico); • Atmosfera intelectualmente estimulante; • Viveu num período onde aconteceram as primeiras disputas sobre a metodologia das ciências sociais; • Corrente dominante (positivismo) e seus críticos; • 1897 é acometido por uma crise nervosaque durou até 1902; • 1899 é internado numa casa de saúde para doentes mentais , permanecendo algumas semanas;

Max Weber (1864 a 1920)
• 1903 fundação da revista “Arquivo para a Ciência Social e a Ciência Política”; • 1905 parte para os Estados Unidos, onde pronuncia conferências e recolhe material para a continuação de A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. • 1908 ajuda a fundar aAssociação Alemã de Sociologia; • 1914 início da Primeira Guerra Mundial. Weber, no posto de capitão, é encarregado de organizar e administrar nove hospitais em Heidelberg; • 1920 falece em conseqüência de uma pneumonia aguda;

A tarefa do professor é servir aos alunos com o seu conhecimento e experiência e não impor-lhes suas opiniões políticas pessoais.

Max Weber

• • • • • • • • • • •• • • • • • •

1891: A História Agrária de Roma e sua significação para o direito público e privado; 1894: As tendências da evolução dos trabalhados rurais da Alemanha; 1895; O Estado Nacional e a política econômica; 1904: A ética protestante e o espírito do capitalismo (1ª parte); 1905: A ética protestante e o espírito do capitalismo (2ª parte); 1906: Estudos críticos para servir a lógica dasciências da cultura; A situação da democracia burguesa na Rússia; A evolução da Rússia para um constitucionalismo de fachada; As seitas protestantes e o espírito do capitalismo; 1909: As relações de produção na agricultura do mundo antigo; Começa a redigir economia e sociedade; 1913: Ensaio sobre algumas categorias da sociologia compreensiva; 1915: A ética econômica das religiões mundiais; 1916-1920:Ensaios de sociologia da Religião; 1917: A ciência como vocação; 1918; A crítica positiva da concepção materialista da história; 1919: A política como vocação; 1920: Economia e Sociedade;

Obras

Idéias Centrais
• Primado do sujeito: o indivíduo é elemento fundante na explicação da realidade social; • A relação entre as ciências naturais e as ciências sociais:
• as ciências sociais possuemobjeto e método diferenciado em relação às ciências naturais; • Tal colocação do problema de como se abordar o fato significa que não é possível propriamente explicá-lo como resultado de um relacionamento de causas e efeitos (procedimento das ciências naturais), mas compreendê-lo como fato carregado de sentido;

• Princípio da infinidade intensiva e extensiva da ciência: tanto a realidade é...
tracking img