Mateus comentado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 157 (39116 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
 
O EVANGELHO SEGUNDO SÃO MATEUS
INTRODUÇÃO
 
O apóstolo e evangelista Mateus é o autor do primeiro evangelho sinótico. Era um publicano.Chamava-se Levi, e era filho de Alfeu. Exercia seu ofício, antes de sua conversão, em ou perto dacidade de Cafarnaum, Mt.10.3. Estava assentado na exatoria, quando Jesus o chamou, Mt.9.9; Mc.2.14-15; Lc.3.27-29. Não há dúvida, quanto à identidade do antigopublicano Levi com o posterior apóstolo Mateus, quando se compara as passagens paralelas, como também o costume dos judeusde, por ocasião de algum evento importante na vida, adotar um novo nome. Cf.At.4.36; 12.12;13;9.Está evidente, através de todo este evangelho, que o autor foi um judeu-cristão da Palestina, cujafamiliaridade com o método romano de coletar impostos indica para um conhecimentopessoal dotrabalho dos publicanos. Mateus nunca foi alguém distinto no círculo dos apóstolos. Era quieto esem ostentação. Um discípulo feliz na companhia de seu Senhor. Somente tanto é registrado de suaatividade depois da ascensão de Cristo, que ele esteve empenhado como missionário entre os judeus da Palestina. A tradição diz que ele passou seus últimos anos da vida na proclamação doevangelho naEtiópia e outros países gentios, e que morreu em idade avançada.O objetivo do evangelho segundo Mateus está indicado, quase, em cada seção do livro. Escreveu para seus concidadãos. Não, porém, na língua hebraica ou aramaica, como alguns têm pensado
12
),mas em grego que, naqueles dias, era a língua comum do oriente. Seu alvo foi mostrar a gloriosaculminação do tipo e da profecia do AntigoTestamento, ou seja, provar que Jesus Cristo, o filho deDavi, o rebento do tronco de Jessé, é o Messias prometido. Mostrar que toda a vida, sofrimento,morte e ressurreição de Cristo é o cumprimento da Antiga Aliança. Fornecem abundante evidênciadisso, tanto a tabela genealógica que estabelece a reivindicação que Jesus é o filho de Davi, como areferência contínua ao Antigo Testamento, e a freqüente repetiçãoda frase “para que secumprisse”. Este é o fato principal que o autor deseja imprimir em seus ouvintes. No que se refere à data do evangelho, vê-se do capítulo 27.8 e 28.15, que foi escrito algum tempodepois do acontecimento dos fatos neles escritos. Também parece evidente, que foi composto antesda destruição final de Jerusalém. Pois, o autor, sem dúvida, teria feito, no evento referido,referênciaao cumprimento da profecia de Cristo sobre a ruína daquela cidade. Relatos antigosdizem, que o evangelho de Mateus foi o primeiro a ser escrito, sendo sugerida, com algum grau de plausibilidade, a data de 60 AD. O fato que a posterior e final atividade missionária de Mateus nãolhe permitiam o tempo para um trabalho literário, torna possível que ele o escreveu enquanto aindavivia na Palestina,compondo-o em Jerusalém.A autenticidade deste evangelho não pode ser colocada em dúvida. Considerações históricas etextuais sustentam, não só a autoria de Mateus, mas também que este livro faz parte do cânon e pertence aos escritos inspirados da Bíblia. Podemos estar seguros que temos hoje o evangelho talcomo Mateus, um dos apóstolos do Senhor, o escreveu e na mesma forma em que o redigiupelainspiração do Espírito Santo
1
Veja Schaller, Book of Books, § 180

 
O conteúdo do evangelho pode ser resumido, brevemente, como o que segue. Mateusapresenta, antes de tudo, uma narrativa breve do nascimento e da primeira infância de Jesus.Segue, então, um relato do ministério do Senhor que foi introduzido com o batismo de João. Oevangelista dedica a maior parte do seu evangelho ao trabalho doSenhor na Galiléia. Nestaépoca ele treinou seus discípulos para o trabalho da pregação do evangelho do reino, o que, por fim, trouxe sobre ele o ódio sempre crescente dos judeus, em especial dos seus líderes. Nasegunda parte do evangelho há um relato detalhado da última jornada do Salvador paraJerusalém, dos seus últimos sermões e milagres, dos seus sofrimentos, morte e ressurreição. Oevangelho...
tracking img