Marketing

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1087 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MARKETING



Professor-Tutor Externo: Edson Baixinski
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Curso (GCO0044) – Prática do Módulo II
03/06/2012


RESUMO

Varejistas, atacadistas e organizações de logística planejam e elaboram suas próprias estratégias de marketing. Assim como qualquer outra empresa, eles precisam buscar a excelência em marketing; do contrario, sofrerão asconseqüência.


Palavras-chave: excelência.


1 INTRODUÇÃO

O varejo inclui todas as atividades relativas á venda de produtos ou serviços diretamente ao consumidor final, para o uso pessoal e não comercial. Um varejista ou uma loja de varejo é qualquer empreendimento comercial cujo faturamento provenha principalmente da venda depequenos lotes no varejo. Qualquer organização que venda para os consumidores finais seja ela um fabricante, atacadista ou varejista esta fazendo varejo. Não importa como os produtos ou serviços são vendidos (pessoalmente, pelo correio, por telefone, por máquinas de vendas ou pela internet) ou onde eles são vendidos (em uma loja, na rua, na casa do consumidor).


2 DESENVOLVIMENTO

Os Tiposde varejista hoje, os consumidores podem adquirir produtos e serviços em uma ampla variedade de organizações de varejo. O tipo mais conhecido talvez seja a loja de departamentos.
Os tipos de loja de varejo passam por estágios de crescimento e declínio que podem ser descritos como o ciclo de vida do varejo. Um formato de varejo surge, desfruta um período de crescimento acelerado, atinge amaturidade e então declina. As lojas de departamentos levaram 80 anos para atingir a maturidade, ao passo que as lojas de fabrica atingiram a maturidade em dez anos.

Os principais tipos de varejista são:
Loja de especialidade: possui linha restrita de produtos.
Loja de departamentos: possui varias linhas de produtos.
Supermercado:operações de auto-serviço relativamente grandes, debaixo custo, baixa margem e alto volume, projetadas para atender a todas as necessidades de alimentação, higiene e limpeza doméstica.
Loja de conveniência:lojas relativamente pequenas, localizadas nas proximidades de áreas residenciais, funcionam em horários prolongados sete dias por semana e exibem uma linha limitada de produtos de conveniência de alta rotatividade, alem de sanduíches ,café eguloseimas.
Loja de descontos: possui mercadorias padrão ou especialidades vendidas a preços mais baixos, com margens menores e volume maior.
Varejista off-price (de liquidação): possui sobras de mercadorias , pontas de estoque e produtos com defeito vendidos a preços inferiores aos de varejo.
Superloja: área de vendas com grande metragem,oferece o que os consumidores costumam comprar, alem deserviços como lavanderia, lavagem a seco, conserto de sapatos , troca de cheque e pagamento de contas.
Showroom de vendas por catálogo:ampla seleção de mercadorias de preço elevado, alta rotatividade e marcas vendidas com descontos. Os clientes retiram nas lojas a mercadoria que encomendaram por catálogo.
Já os níveis de serviço é a teoria da roda de varejo explica por que surgem novos formatos deloja. As lojas de varejo convencionais costumam ampliar seus serviços e elevar os preços para cobrir os custos. Esses custos maiores dão oportunidade para o aparecimento de novos formatos de lojas que ofereçam preços mais baixos e menos serviços. Assim, novos formatos de loja surgem para atender a preferências muito diferentes dos consumidores quanto a níveis de serviços e a serviços específicos.Os varejistas podem se posicionar para oferecer um dos quatros níveis de serviço:
-Auto-serviço:é a base de todas as operações de descontos. Em nome da economia, muitos clientes se dispõem a procurar, comparar e selecionar produtos.
-Seleção:os próprios clientes encontram os produtos que querem comprar, embora possam pedir ajuda.
-Serviços limitado: são expostas mais mercadorias á venda,...
tracking img