Maratona ambiental: projeto “aprender fazendo”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1357 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Maratona Ambiental: Projeto “Aprender Fazendo”



Cristiane Aparecida Kiel ¹

Larissa Klüber ²


Taciane Peres Lemes ³



O programa Maratona Ambiental tem por finalidade organizar o conjunto de atividades desenvolvidas no âmbito da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Florestal – SEMAFLOR. O Projeto Aprender Fazendo desenvolvediariamente oficinas de educação ambiental tendo um enfoque educacional que une teoria e conhecimento com ações práticas atendendo escolas, universidades e grupos organizados.
Palavras-chave: meio ambiente, cidadania, conscientização.





INTRODUÇÃO



A cidade de Guarapuava está localizada na região Centro-Oeste do Paraná, conta com umapopulação de 160.000 habitantes (censo IBGE-2000) e 94 estabelecimentos de ensino. Possui uma área de 3.026.835 Km² e é o maior município do estado do Paraná em extensão territorial do sul brasileiro. No quesito preservação ocupa destaque especial pois 35% de seu território conta com cobertura florestal nativa onde predomina a Mata de Araucária.
O Parque Municipal das Araucárias contacom o Centro de Educação Ambiental “João Luiz Toledo” que foi aberto para a visitação pública em dezembro de 1997, que desde então atende escolas, universidades e grupos organizados, numa média de 2000 estudantes por mês. Esse parque foi declarado Área de Proteção Ambiental de relevante interesse ecológico, está localizado às margens da Br 277 , Km 343 e é um_____________________
1- Estagiária da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Florestal, Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas – Unicentro – crikiel@ig.com.br
2- Estagiária da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Florestal, Acadêmica do Curso de Ciências Ambientais – Faculdades Integradas Guarapuava – larissa.kluber@bol.com.br
3- Estagiária da Secretariade Meio Ambiente e Desenvolvimento Florestal, Acadêmica do Curso de Ciências Ambientais – Faculdades Integradas Guarapuava – taciane.peres@ig.com.br
remanescente representativo das formas naturais de floresta de Araucária, possuindo uma área de 104 hectares dos quais 50 hectares são constituído de floresta.
A Educação Ambiental permite pelos seus pressupostos básicos,uma nova interação criadora que redefina o tipo de pessoa que queremos formar e os cenários futuros que desejamos construir para a humanidade, em função do desenvolvimento de uma nova racionalidade ambiental. Torna-se necessária a formação de indivíduos que possam responder aos desafios colocados pelo estilo de desenvolvimento dominante, a partir da construção de um novo estilo harmônico entre asociedade e a natureza e que, ao mesmo tempo, sejam capazes de superar a racionalidade meramente instrumental e economicista, que deu origem às crises ambiental e social que hoje nos preocupam (MEDINA & M. SANTOS, 1999).
Em primeiro lugar devemos evitar a reprodução do velho discurso de que “a educação é a solução...” a educação ambiental é elemento inserido em um contexto maior,que produz e reproduz as relações da sociedade as quais, para serem transformadas, dependem de uma educação crítica e de uma série de outras modificações nos planos político, social, econômico e cultural. A educação, ambiental ou não, é um dos mais nobres veículos de mudança na história, a conquista de um direito inalienável do ser humano, mas não age isoladamente (LOUREIRO, 2000).Dentro desse aspecto e com intuito de associar a teoria a pratica, um trabalho prático foi sugerido: Oficinas de Educação Ambiental. São realizadas diariamente (mediante agendamento prévio) oficinas de educação ambiental através de discussões, debates e jogos didáticos variando a metodologia conforme a faixa etária dos alunos abordando temas diversificados, tais como: água, biodiversidade,...
tracking img