Maquiavel - o principe ( resumo )

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1186 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
No primeiro capitulo, no inicio do livro, Maquiavel começa falando sobre os tipos de estado, que no caso podem ser republicas ou principados, podem ser adquiridos por herança ( "herdados pelo sangue" ) ou são adquiridos por meio de conquistas, são os chamados estados novos, e geralmente estão sujeitos a um principe.
No segundo capitulo Maquiavel fala sobre manter o estado, ele diz que é maisfacil manter um estado que vem de familia, ou seja, um estado hereditario do que um "estado novo",
porque o povo no estado hereditario ja esta acostumado com o poder e com os costumes que a familia real impõe, se no caso o principe for esperto, ele vai manter os costumes da familia e terá um bom governo, ja em um estado novo se o principe mudar os costumes do lugar o povo pode rebelar-se, mas se elemanter os costumes, podera ser um bom rei, pois o povo não tera motivo para rejeita-lo.
Ja no terceiro capitulo Maquiavel diz que para ter um bom governo nos estados novos ele sempre precisara tratar o povo bem, independente se o povo gosta dele ou não, pois se o povo rebelar-se será pior para ele. Ja quando se conquista um estado que fica na mesma região e que possui a mesma lingua é mais facildomina-lo, tambem, o principe que conquistou deve apagar tudo sobre o antigo rei do estado, e manter a ordem no local e fazer os ajustes necessarios. Se for conquistado um estado com lingua e costumes diferentes Maquiavel diz que o melhor a fazer é o proprio principe ir para o local e ficar lá um certo tempo ou então estabelecer colonias no local, assim mantendo a ordem.
No quarto capitulo,Maquiavel fala sobre os nobres e os barões que estão junto ao principe, apos uma nova conquista, não é apenas a familia do principe antigo que deve ser destruida, mais tambem alguns nobres que sempre abrem caminho para revoluções e inovações, então o principe deve tomar cuidado quanto a isso.
No capitulo cinco, Maquiavel meio que diz o que foi dito no terceiro capitulo, se é conquistado um povo comuma ideologia diferente, tente manter seus costumes, e se não for possivel tera que destrui-lo.
No sexto capitulo, Maquiavel fala sobre os homens que conseguiram ser principes por que batalharam e conquistaram isso, por virtude propria, ele cita os exemplos de Moises, Teseu e entre outros, e conclui dizendo que quem conquista com as proprias armas da mais valor ao que tem do que aquele queconquista com ajuda.
No setimo capitulo, Maquiavel fala sobre aqueles que conquistam as coisas com armas alheias, e que dificilmente se manterão no poder, e ele cita o exemplo do filho do papa Alexandre VI, Cesar Borgia, que conseguiu quase tudo por causa do poder de seu pai.
No oitavo capitulo Maquiavel fala sobre quem conseguiu conquistar um estado atravez da crueldade e por meio de crimes, mais eletambem diz que um governante que se mantem cruel o tempo inteiro não dura muito no poder, pois o povo se rebela.
No capitulo nove, Maquiavel fala sobre o governo civil que é quando um cidadão chega ao poder por meio dos outros, e se torna principe, quando uma pessoa se torna principe assim é mais facil ainda manter o poder.
No decimo capitulo, o autor diz que se o principe não tem um grandeexercito contra um invasor, mais for amigo do povo, isso o ajudara, pois mesmo se o exercito inimigo invadir, ele não sera aceito pelo povo e isso podera ajudar o principe a vencer a batalha.
No capitulo onze, ele fala sobre os estados que são mantidos pelos seus costumes e pela religião, esses são os mais dificeis de serem dominados, pois o povo esta sempre unido e tem a mesma fé, isso facilita otrabalho do principe em manter o estado em segurança
Segundo Maquiavel, a base de um estado se da pelas suas leis e pelo seu exercito, sendo que o exercito proprio é o mais seguro, como eu ja citei antes, o que é conquistado com armas alheias, não se mantem por muito tempo.
Maquiavel tambem diz que um principe deve estar sempre preparado para a guerra mesmo em tempo de paz, pois as guerras não...
tracking img