Manifesto comunista e o documento papal divni redemptoris, desconstrução do comunismo pelo documento de pio xi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4358 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Hoje em dia, é condenado o tipo de sistema político no qual o filósofo Karl Marx idealizou, por isso trataremos desse tema onde muitos não desejam tratar, pois, não querem buscar a verdade e preferem aceitar uma informação que nos é passada de forma que nós concordemos e sejamos coniventes com uma face que é falsificada, e por muitos motivos encantatórios nós, se quer, buscamos verse ela está errada ou não. Buscarei fazer um resumo do seu famoso livro, mas contrapondo com o Documento Divini Redemptoris do Papa Pio XI.
Desenvolvimento
No inicio do Manifesto Comunista, Karl Marx parte dizendo que até os nossos dias há uma eterna luta de classes, em que cada classe luta por seus interesses. “Opressores e oprimidos em constante oposição, tem vivido numa guerra ininterrupta,ora franca, ora disfarçada.” O filósofo propõe que essa luta de classes seja eterna dando vários exemplos na história mundial que mostra as classes mais baixas sendo oprimida pelas classes mais altas.
Marx propõe nas primeiras páginas do Manifesto, que, como dito, a luta de classes é eterna que os termos utilizados para denominar as classes dominantes foi, ao longo do tempo modificando, mas nãomudavam as suas características opressoras. Na Roma Antiga, encontramos patrícios, cavaleiros, plebeus, escravos e na Idade Média encontramos senhores, vassalos, mestres, companheiros e servos.
Na sociedade um pouco mais avançada, o filósofo também condena essa distinção de classes. Chega a afirmar que a sociedade burguesa brotou das ruínas da sociedade feudal devida não ter abolido essas enormesdiferenças entre as classes e ainda completa que, além de manter esse sistema, intensificou o método de opressão dos inferiores.
Propondo que, na época em que viveu a burguesia o antagonismo simplificou, agora em vez de haver vários grupos distintos, há somente dois grupos, que são os burgueses e os proletários. Ele dá como nascimento da classe burguesa a Idade Média e continua a dizer que, nocomeço das grandes navegações, a burguesia conquistou um novo território de exploração, não só na Europa, mas agora nas Américas. Esses novos territórios de exploração ampliou-se através das trocas e das negociações, e pôde, de forma cada vez mais rápida, facilitar “o elemento revolucionário da sociedade feudal” significando a agilização do processo de industrialização.
As antigas organizações deindústrias feudais, devido a enorme comercialização das mercadorias, foram ficando cada vez mais ultrapassadas em seu modo de produzir, e foi necessário que se formasse outro modo de produção, o que culminou na criação da manufatura. A manufatura fez com que a pequena burguesia industrial dividisse os trabalhos, e assim, desaparessem as pequenas cooperações de trabalho.
Quando cresce o ritmo deprodução, cresce, também, o ritmo de consumo entre a população consumidora, e, com o crescimento do consumo, a manufatura não conseguiu acompanhar esse ritmo de consumo. Houve a necessidade de substituir a manufatura por outro método de produção. Esse revolucionário método foi a implantação de máquinas a vapor nas fábricas, o que agilizou o ritmo produção.
As máquinas a vapor fizeram que a médiaburguesia manufatureira cedesse lugar aos milionários da indústria, a chefes de verdadeiros exércitos industriais, aos burgueses modernos, que foram resultados de várias revoluções no modo de produção e de troca.
Esses processos que o filósofo nos conta em seu livro explica-nos como que o Capitalismo fez com que os métodos de produção crescessem porém intensificando os métodos de exploração dosproletários. Na Antiguidade, o escravo só está a sujeito ao seu patrão, na Idade Media os servos tinham por dívida, doar parte da sua produção aos senhores que eram os donos das ferramentas utilizadas por ele, já, nos tempos modernos das maquinas, vemos que a exploração se estende para as mulheres e criança que, até então, tinham pouca participação no trabalho. Devido a essa análise cientifica da...
tracking img