Macroeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (857 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
QUESTÃO 2.
2. Baseando-se em partes (texto e/ou quadros e/ou gráficos) de (a) e nas partes relevantes da secção 4.1. de (c) mostre que Portugal padece, mais do que dum problema cíclico – umarecessão –, dum problema de crescimento – uma baixa taxa de variação tendencial da atividade económica real. Explique o sentido e os timings dos impactos expectáveis do Programa de Assistência Económica eFinanceira UE/FMI 2011/14 sobre a situação cíclica e o crescimento, respetivamente, da economia portuguesa.
Para percebermos se PT sofre mais do que um problema conjuntural, de um problema decrescimento, somos levados a analisar os diferentes componentes do PIB, tentando através destes demonstrar de que PT padece de um prob estrutural.
Da análise do consumo privado e público em PT (gráfico 3.5)verificamos uma tendência crescente excessiva pelo menos desde os anos 90, o que tem vindo a contribuir negativamente para o PIB de PT.
O > do consumo publico e privado advém da forte descida dastxs de juro e da participação de PT no Euro contribuiu fortemente para o elevado n.º de importações principalmente de bens duradouros, influenciando negativamente ao longo dos tempos para o défice nanossa Balança de Bens e Serviços e PIB.
Simultaneamente o elevado n.º de imp vs exportações, mostra a estrutural necessidade de PT importar + do que exportar, principalmente pela especialização dosfatores produtivos no setor dos serviços - bens não transacionáveis.
Segundo VB o crescimento excessivo do SNT terá sido uma das causas do definhamento do setor transacionável, dado aquele ter-setornado o sector relativamente mais rentável.
Só a redução do rendimento disponível (medida já prevista no PAEF) levará à redução das importações, e só o investimento e aumento da capacidade produtivanos setores transacionáveis é que levará ao > das exportações.
Exportações estas que deverão cada vez mais dirigir-se para fora da Europa, fruto da contínua recessão em alguns dos países da zona...
tracking img