Macroeconomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1440 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Macroeconomia 1
2° Semestre de 2012
Monitor: Matheus Vianna
Professor: Carlos Eduardo Young

Gabarito da Lista 1


1. Para o modelo neoclássico a demanda agregada não é um fator determinante do nível do produto, é o produto (oferta) que determina a demanda, como preconizado pela chamada Lei de Say: “a oferta cria sua própria procura”. Os clássicos focavam nos fatores reais paradeterminar a produção. A demanda não tem impacto sobre as quantidades produzidas pois os empresários sabem que a produção gera renda de igual valor e essa renda é convertida inteiramente em demanda agregada. Além da Lei de Say, que determina a causalidade do modelo neoclássico, já que é a oferta que gera sua própria demanda e não o contrario, o modelo ainda utiliza como premissas a demanda por moeda,que é puramente transacional. Ou seja, os agentes racionais não demandam moeda por nenhum outro motivo se não para consumir, garantindo que toda renda gerada pela oferta seja alocada nela mesma, validando assim a Lei de Say. Essa premissa também implica que a moeda não afeta as variáveis reais da economia (emprego, produção e renda), já que estas são determinadas por outros fatores no modelo, entãoa moeda é NEUTRA. Outra premissa clássica é a existência da perfeita concorrência e de substitutos perfeitos que garantem que os preços são flexíveis, e o ajuste imediatos dos desequilíbrios de mercado são via preços.


2. Partindo da Lei de Say, os clássicos vão se preocupar em analisar o lado da oferta, da produção. Para essa teoria, os empresários produzem baseados em três fatores:quantidade de mão de obra disponível (N); estoque de capital disponível (K); nível de tecnologia (T); Para simplificar, admite-se que o estoque de capital de um país e seu nível de tecnologia só variam no longo prazo, então no curto prazo, são constantes. Portanto, a produção agregada é função direta, única e exclusiva da quantidade de mão de obra, ou seja, é o equilíbrio do mercado de trabalho quedetermina o nível de produção. Como o Produto Interno é definido pelo mercado de trabalho exclusivamente, o PIB não varia em relação ao nível de preços, logo, a curva de Oferta Agregada no modelo clássico é perfeitamente vertical ou inelástica.


3. No modelo clássico, existe concorrência perfeita em todos os mercados e estes tendem sempre a se equilibrar. No mercado de trabalho não é diferente.As firmas, demandantes de trabalho, são maximizadoras de lucro [MAX LU = P.Y - W.N; Y = f(N)] e vão maximiza-lo quando W/P = PmgN (salário real = produtividade marginal do trabalho). A função demanda por trabalho é negativamente inclinada em relação a W/P. Os trabalhadores também são maximizadores de utilidade que é dada pela escolha entre trabalho (e o consumo gerado pela sua remuneração) elazer. Os trabalhadores maximizarão sua utilidade quando W/P = DmgN (salário real = desutilidade marginal do trabalho, custo de oportunidade do lazer). A função oferta de trabalho é positivamente inclinada em relação a salários reais. No equilíbrio, oferta é igual a demanda e todos os agentes estarão satisfeitos, maximizando suas funções. Haverá um salário real de equilíbrio tal que PmgN = (W/P)* =DmgN. Nesse caso todos os trabalhadores que procuram emprego encontram e só não trabalha quem possui função utilidade cujo o lazer vale mais que o salário real de equilíbrio, ou seja, o desemprego é voluntário. Vale ressaltar aqui que variações no nível de preços gerariam variações no salário real e causariam desequilíbrios no mercado de trabalho. Entretanto, decorrente do leiloeiro Walrasiano,os salários nominais se ajustariam de forma que o salário real voltaria para o equilíbrio.


4. A TQM parte da Lei de Say, pela qual o produto real está em equilibro e a oferta agregada física gera uma renda monetária de igual valor para ser sua demanda. Então, MV=PY, ou seja, toda a renda monetária da economia (estoque de moeda, M, multiplicado pela velocidade de circulação, V) é igual a...
tracking img