Resumo-ciencias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1669 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O poder dos chás amazônicos – Jornal Comunidade – 06 a 12/maio/2006



Viva Melhor

Brasília, 6 a 12 de maio de 2006

Jornal da Comunidade – Comunidade VIP – Página 4



O poder dos chás amazônicos











Silvia Medeiros toma dois litros do chá por dia e já emagreceu oito quilos. "Misturo as ervas com abacaxi e levo a 'mamadeira' para onde vou".

Chás feitos de ervasda Amazônia garantem purificação celular e emagrecimento. Sem contra-indicações, eles já conquistaram atrizes como Cristiana Oliveira e Priscila Fantin, além de personalidades políticas e ganham cada vez mais adeptos em Brasília.

NATASHA DAL MOLlN
nrosa@jornaldacomunidade.com.br

O uso medicinal de plantas na forma de chá é milenar. E pode tomar-se um poderoso aliado na busca por umfuncionamento melhor do corpo. A farmacopéia natural estimula - por meio de um processo de desintoxicação - "um sentimento de leveza cerebral", garantem os idealizadores. O tratamento, que já conquistou adeptos até no Japão e em Nova lorque, pode resultar em até dez quilos a menos ao fim de um mês. E não necessita de dieta complementar ou exercícios físicos para apresentar resultados.

A saída para oscerca de 40% da população mundial obesa pode estar na Amazônia, que é reconhecida mundialmente por sua diversidade de flora e fauna. De olho nas infinitas possibilidades de que a floresta dispõe, o Núcleo de Ciências da Amazônia, entidade privada fundada em Belém, estuda e cataloga há 15 anos plantas nativas da região utilizadas para desintoxicação do organismo. A instituição conta atualmente comum acervo de 5 mil plantas catalogadas e utilizadas no Projeto Saúde Bilateral, que atende pessoas do mundo todo interessadas em um tratamento personalizado à base de ervas.

O tratamento tem duração de dois meses. E o trabalho tem outra peculiaridade: o atendimento à distância, que surgiu da necessidade de responder à crescente demanda.
É feita uma avaliação via e-mail, fax ou telefone, o quea botânica e coordenadora da seleção dos pacientes, Joanna Leal, considera como "terapia do próximo século ou terapia virtual".

A metodologia dos chás amazônicos, por ser voltada a meios botânicos, não segue nenhuma vertente do Conselho de Medicina, uma vez que a utilização de ervas é baseada nos conhecimentos da Medicina Ancestral, também conhecida como "Medicina alternativa", com forte apelopopular tradicional, passados por avós e índios de geração a geração. São usadas plantas como a salva do marajó (Hiptys incana), folha do lacre (Vismiaantiscrophylla), Camélia sinensis, ColeusBarbatus, açoita cavalo (Luheagrandiflora), graviola (Anona muricata), entre outras, que auxiliam o organismo na perda gradativa do excesso de peso, impedindo que o paciente volte a engordar.

As infusõesde ervas são ricas em ingredientes farmacológicos e antioxidantes considerados benéficos à saúde, como os flavonóides, componentes importantes para uma dieta saudável, que também são encontrados em frutas e vegetais.
Acontece que com a diminuição da ingestão de alimentos saudáveis e o excesso do consumo de sanduíches, aliados ainda a componentes externos, como a falta de tempo e a conseqüentefalta de exercícios físicos, o estresse e até mesmo alterações endócrinas acabam causando um sobrepeso maior na balança e nas células. Para restabelecer um metabolismo normal e conseguir um peso são, a fitoterapia amazônica demonstra ser uma boa aliada.


Problemas no combate à gordura

O controle do peso é preocupação constante na vida de muitas pessoas. Sobrepõem-se à questão estética osíndices que podem indicar alguma doença mais grave. Grande número de remédios controlados para se perder peso, como as anfetaminas ou inibidores cerebrais, atuam no sistema nervoso central. Quando o indivíduo deixa de ingeri-Ios, os estímulos de ansiedade se multiplicam, o que pode aumentar a compulsão alimentar e até levar a uma dependência química.
Como o problema não é novo, existem abordagens...
tracking img