Luz e cores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 6 (1444 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ENSINO MÉDIO (ETIM) ADMINISTRÇÃO

2°A
NOME DAS ALUNAS:
Caroline Virginio
Thayná Dias

SÃO PAULO
2013

ALUNAS: N°:
Caroline Virgínio; 07
Thayná Dias 37

Objetivo:
Aprimorar os conhecimentos sobre Luz e Cores

Trabalho Elaborado Para a Disciplina de: Física

Professor: Jaime

SãoPaulo
2013

Índice
Tema: Página
Introdução 4
Teorias sobre a natureza da luz 5
Luz visível 6
A Beleza das Cores 7
Conclusão 8
Bibliografia 9

Introdução
É comum confundir o conceito de cor usado em artes e o descrito na matéria de física, quando definimos a cor de um corpo estamos falando apenas da luz que ele recebe e é capazde refletir. Esta reflexão depende exclusivamente dos pigmentos desse corpo, essa é a descrição de uma interação entre a luz e o objeto.
A preocupação não é saber qual é a luz que chega no material. Assim, estas duas análises tratam de um mesmo fenômeno, a cor, mas sobre pontos de vista diferentes.

Quando nos perguntamos sobre o que é a luz, estamos na verdade investigando qual é a suanatureza.
As duas teorias pareciam explicar igualmente bem todos estes fenômenos, porém havia um ponto de discordância entre elas: a Teoria Corpuscular afirmava que a luz se moveria mais rápido num meio mais denso do que num meio menos denso, sendo que a Teoria Ondulatória sustentava o contrário.
Você sabia que no vidro a velocidade da luz é cerca de dois terços menores da que ela apresenta novácuo?!
Veremos isso em nossa pesquisa.
Obrigado pela atenção!

| Teorias sobre a natureza da luz |
Temos analisado vários fenômenos que ocorrem com a luz, como a reflexão, a reflexão total, a refração, e a dispersão. Estudando inclusive as imagens que a luz forma de objetos através de lentes que existem nos nossos próprios olhos, permitindo-nos enxergar os objetos e o mundo que nos cerca,bem como diversos efeitos provocados pela luz.
Mas o que é a luz?
Estudamos seus efeitos, suas propriedades e características de propagação em diversos meios, sabendo que ela se move em linha reta, que é transmitida pelos meios transparentes, por exemplo, mas o que realmente ela é?
Para responder esta pergunta temos que analisar todos os fenômenos que ocorrem com a luz, elaborando uma teoria queseja capaz de explicar todos estes fenômenos, em completo acordo com o que se observa nas experiências realizadas com a luz.
A partir da segunda metade do século XVII a questão sobre a natureza da luz levou ao surgimento de uma longa controvérsia, que durou quase dois séculos. Duas teorias rivais se confrontavam: a teoria corpuscular e a teoria ondulatória. Vamos examinar quais eram asreivindicações de cada uma delas.
* Teoria Corpuscular: para esta teoria a luz consistia de um fluxo de partículas microscópicas, os chamados corpúsculos, que eram emitidos em ritmo contínuo pelas fontes luminosas, como o Sol, uma lâmpada ou uma vela acesa. Tais corpúsculos se moviam em linha reta, tendo a capacidade de penetrar nos materiais transparentes, saltando como pequeníssimas bolas aochocar-se contra materiais opacos, sendo que, ao penetrarem nos nossos olhos, estimulavam nosso sentido de visão.
* Teoria Ondulatória: esta teoria sustentava, ao contrário da Teoria Corpuscular, que a luz é uma onda, sendo assim apenas uma transferência de energia, não de matéria, como os corpúsculos da Teoria Corpuscular. Sendo uma onda, a luz apresentava propriedades semelhantes às das ondaselásticas que se propagam na água ou as ondas de som.
As duas teorias foram testadas quanto à explicação dos mais diversos fenômenos luminosos, tais como propagação retilínea da luz, reflexão, refração e dispersão da luz.
Para decidir qual destas teorias era falsa, mediu-se a velocidade da luz no vácuo e em alguns meios materiais.
As experiências realizadas pelo físico francês Armand Fizeau...
tracking img