Logistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1394 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
WESTWOOD PUBLISHING

OS PERSONAGENS DO CASO

Linda Bosworth Proprietária/CEO da Westwood Publishing
Catherine Callahan Vice-presidente de recursos humanos
Eric Ridgway Vice-presidente de comunicação empresarial
Dan Cassidy Diretor de relações com os funcionários
Graig Stevens Consultor externo de relações públicas

Dan Cassidy, formando da Tuck School of Business em Dartmouth em 2005,dirigia para casa ouvindo mais
notícias deprimentes sobre demissões em outra grande empresa de mídia. Ele tinha acabado de sair de uma
reunião com sua chefe, Catherine Callahan , a vice-presidente de recursos humanos na Westwood Publishing.
“Dan, vamos ter de dispensar alguns dos antigos. Espero que a CEO aceite a minha ideia de um plano de
desligamento voluntário e o pacote de aposentadoriaantecipada. Assim, talvez possamos fazer uma boa
limpeza na empresa.”
A Westwood Publishing nunca tinha demitido ninguém nos dez anos de sua existência. Como diretor de
relações com os funcionários, Dan seria responsável por contar a eles sobre a nova política nos dias que se
seguiriam.
HISTÓRICO DA WESTWOOD PUBLISHING
A Westwood foi fundada por Linda Bosworth, uma brilhante aluna da UCLA,após sua formatura em 1990. Com
apenas US$10 mil em capital emprestados do pai, Bosworth tinha transformado a empresa em uma editora
multimilionáría de revistas de negócios com centenas de títulos e uma ampla base de clientes. A partir de
meados da década de 1990, a Westwood começou a enfocar estrategicamente publicações de negócios de
alta tecnologia.
A medida que a empresa crescia, Bosworthgradualmente passava a operação diária da Westwood para
gerentes profissionais, preferindo jovens com MBAs das principais faculdades de administração. Mas o grupo
original de funcionários, principalmente homens da faixa de 55 anos, ainda representava boa parte da
gerência da Westwood.
Na virada do século, os analistas previam que a indústria editorial em geral e a Westwood em particular,
estavamprontas para a consolidação. Muitos dos concorrentes da Westwood tinham ajustado suas forças de
trabalho repetidas vezes após o estouro da bolha das “pontocom” no início de 2000. Naquela altura, metade
dos títulos publicados pela Westwood eram voltados para empresas de alta tecnologia e internet. Mas Linda
Bosworth achava que manter seus funcionários satisfeitos em bons e maus momentos era omais importante.
Em um discurso de Linda a todos os funcionários da Westwood em 2003, ela ressaltou a filosofia da empresa
em relação a rotatividade dos funcionários: “Vocês os funcionários da Westwood, são os ativos mais
importantes da empresa. Apesar das dificuldades que agora enfrentamos, vocês têm minha palavra de que
nunca vou dispensá-los por motivos econômicos. A Westwood não é GeneralMotors!”
COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL NA WESTWOOD
A empresa contava com um pequeno grupo de profissionais de relações públicas para levar adiante seus
esforços de comunicação. Todas as várias atividades que podiam ser descentralizadas (como comunicação
interna, relações com investidores etc.) eram coordenadas pelas áreas funcionais adequadas. Isso se
desenvolveu naturalmente a medida que a empresacrescia para se tornar uma das maiores editoras
independentes de revistas de negócios dos Estados Unidos.
A jovem proprietária/CEO recebia muita atenção da imprensa como resultado de sua ascensão meteórica no
mundo empresarial. Ela confiava em um consultor externo, Craig Stevens, para tratar de suas relações públicas
pessoais. Stevens também tinha muita influência no departamento decomunicação interna da empresa
propriamente dita.
O vice-presidente de comunicação empresarial, Eric Ridgway, era na verdade um dos vários funcionários que
seriam afetados pelo plano de reduzir a força de trabalho. Ele tinha sido contratado logo no início da empresa
como um favor para o pai de Linda Bosworth. Eric passara 25 anos no Los Angeles Times antes de entrar para a
Westwood e, embora tivesse...
tracking img