Logistica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3542 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Execução Premium: Unindo os Pontos
Alistair Craven
(publicada originalmente na edição de Maio-Junho 2009 pela Revista HSM – Management) TT: 010 Emissão: 29/07/2009 Revisão: 00 Data da Revisão: 29/07/2009 Aprovação: 14542907

1 1/9

Em entrevista Robert Kaplan e David Norton desenham o sistema de gestão de circuito fechado. Pode ser o futuro da estratégia.

Em 2008, Robert Kaplan e DavidNorton, criadores da revolucionária ferramenta de gestão Balanced Scorecard, lançaram Execução Premium (ed. Campus/Elsevier). Como tem sido a regra com esses autores, basearam-se em extensa pesquisa e detalhados estudos de caso de ampla gama de setores de atividade para apresentar um arcabouço sistemático, testado e comprovado, para que a empresa possa atingir os resultados financeiros prometidospela estratégia. Mais do mesmo? Afinal, eles já complementaram seu livro seminal, A Estratégia em Ação Balanced Scorecard, com outros três: A Organização Orientada para a Estratégia, Mapas Estratégicos e Alinhamento (todos publicados no Brasil pela editora Campus/Elsevier). Não. Nem os anteriores nem este são um "reempacotamento de conteúdo". O novo livro visa corrigir um problema registrado namaioria das empresas, relacionado com o timing para executar os princípios 4 e 5 de implementação do sistema de gestão de estratégia descritos no segundo livro. Lembrando, o princípio 1 diz respeito a mobilizar a equipe executiva; o 2, traduzir a estratégia em um mapa dos objetivos estratégicos vinculados a um Balanced Scorecard de medidas e alvos; o 3, alinhar a organização com scorecards em todasas unidades de negócios e de apoio; o 4, motivar e alinhar os funcionários, reformulando alguns sistemas-chave de recursos humanos; e o 5, tornar a estratégia um processo contínuo, o que requer a efetiva transformação de vários sistemas de planejamento, orçamento e controle. Conforme explicam Kaplan e Norton, como a ordem de execução dos princípios era seguida à risca pelas empresas, elas acabavamimplementando em sua totalidade apenas os princípios 1, 2 e 3 e fazendo só algumas atividades básicas do princípio 4 (como um programa para comunicar a estratégia aos funcionários) e do 5 (como instituir uma nova reunião gerencial para revisar a estratégia). Isso roubava a sustentabilidade do programa, tornando-o, de certa maneira, "manco". Na entrevista a seguir, Kaplan e Norton explicam comoessa sustentabilidade pode ser garantida com a plena implementação do princípio 5 e a conseqüente confecção do que eles chamam de "sistema de gestão de circuito fechado", destacando os principais aspectos de Execução Premium. Qual foi, exatamente, o objetivo dos Srs. ao escreverem Execução Premium? Quisemos reverter o uso limitado que a maioria das empresas estava fazendo de todo o sistema doBalanced Scorecard, que as levava a produzir resultados apenas enquanto o líder introdutor do programa estivesse no comando. Bastava que usasse as ferramentas dos princípios 1, 2 e 3, descritos em nosso segundo livro, A Organização. Orientada para a Estratégia, e ele conseguiria realmente mobilizar, concentrar e alinhar a organização para atingir um desempenho excelente. Mas faltava a incorporação dasnovas abordagens aos sistemas gerenciais da organização em andamento, que é o princípio 5. Sem isso, o desempenho não costumava ser sustentável. Na verdade, nós ainda não tínhamos encontrado um modo de incorporar, à forma de a organização fazer negócios, a gestão contínua da estratégia. Foi com nosso envolvimento, como 2 2/9

consultores, com empresas dos setores público e privado da América doNorte e da Europa que pudemos identificar todos os processos-chave exigidos para isso. Acabamos chegando a um sistema de gestão autônomo e abrangente que alia estratégia e operações, o sistema de gestão de circuito fechado. Os Srs. citam um executivo que disse: "Não temos tempo para estratégia. Para nós, o longo prazo é o curto prazo". Quão comum é essa atitude no mundo dos negócios atual? Bem...
tracking img