Logistica reversa oleo de cozinha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4885 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Reciclagem do Óleo de Cozinha

Resumo
A crescente importância da preservação ambiental e da incessante busca por vantagens competitivas pelas empresas mostra a evidente relevância da avaliação da logística reversa do óleo de cozinha usado. Este artigo explora os métodos usados por algumas organizações coletoras do óleo de cozinha, dos problemas encontrados pelos consumidores do produto nomomento do descarte deste e das iniciativas do poder legislativo no sentido da criação de
leis sobre o retorno do descarte, com a finalidade de entender os motivos pelos quais o resíduo deixa de ser recolhido em grande escala e retornado ao ciclo produtivo.

Palavras-Chave: logística reversa, óleo de cozinha, reciclagem, vantagem competitiva.

1 Introdução
A palavra logística é, normalmente,associada ao gerenciamento do fluxo de
materiais do seu ponto de aquisição até o seu ponto de consumo. Entretanto, deve, também, ser ressaltado o fluxo logístico reverso do ponto de consumo até o ponto de origem. Tal fluxo, para que atinja resultados interessantes necessita de um gerenciamento eficaz e atento as possíveis utilizações do material retornado após sua reciclagem.
O meio ambiente jábastante degradado pelo desenvolvimento social e industrial clama por atos que busquem a sua preservação. Objetivando aliviar o impacto ecológico criado pela expansão do consumo, bem como se desenvolver como atividades econômicas surgem os canais reversos. Tal atividade reduz a utilização de matérias-primas virgens através do reaproveitamento e reprocessamento de materiais obtidos a partir dapós-venda. Para Costa Neto et al (1999), a reciclagem de resíduos agrícolas e agro-industriais vem ganhando espaço cada vez maior, não simplesmente porque os resíduos representam matérias-primas de baixo custo, mas, principalmente, porque os efeitos da degradação ambiental decorrente de
2nd International Workshop | Advances in Cleaner Production
KEY ELEMENTS FOR A SUSTAINABLE WORLD: ENERGY, WATER ANDCLIMATE CHANGE
São Paulo – Brazil – May 20th-22nd - 2009
2
atividades industriais e urbanas estão atingindo níveis cada vez mais alarmantes.
Dentre os materiais que representam riscos de poluição ambiental e, por isso,
merecem atenção especial, figuram os óleos vegetais usados em processos de
fritura por imersão. Conforme Reis et al (2007), os óleos vegetais são larga e
universalmenteconsumidos para a preparação de alimentos nos domicílios,
estabelecimentos industriais e comerciais de produção de alimentos. A fritura é
uma operação de preparação rápida, conferindo aos alimentos fritos, características
únicas de saciedade, aroma, sabor e palatabilidade. Posto em outras palavras,
segundo Castellanelli et al. (2007), o resíduo do óleo de cozinha, gerado
diariamente nos lares,indústrias e estabelecimentos do país, devido à falta de
informação da população, acaba sendo despejado diretamente nas águas, como em
rios e riachos ou simplesmente em pias e vasos sanitários, indo parar nos sistemas
de esgoto causando danos no entupimento dos canos e o encarecimento dos
processos das estações de tratamento, além de acarretar na poluição do meio
aquático, ou, ainda, no lixodoméstico – contribuindo para o aumento das áreas dos
aterros sanitários. O óleo de cozinha usado pode servir como matéria-prima na
fabricação de diversos produtos, tais como biodiesel, tintas, óleos para
engrenagens, sabão, detergentes, entre outros. Dessa forma, o ciclo reverso do
produto pode trazer vantagens competitivas e evitar a degradação ambiental e
problemas no sistema de tratamento deágua e esgotos. Surge, então, a seguinte
questão: por quais motivos o óleo de cozinha deixa de ser recolhido em grande
escala e retornado ao ciclo logístico direto? Assim, é possível afirmar que existe a
necessidade de uma análise das práticas utilizadas pelas empresas coletoras do
produto, dos problemas encontrados no lado dos consumidores no momento do
descarte e, ainda, da legislação...
tracking img