Lixo hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2150 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Introdução
O lixo Hospitalar constituiu um problema bastante sério para os Administradores Hospitalares, devido principalmente a falta de informações a seu respeito, gerando mitos e fantasias entre funcionários, pacientes, familiares e principalmente a comunidade vizinha as edificações hospitalares e ao saterros sanitários.
A atividade hospitalar é por sí só uma fantástica geradora deresíduos, inerente a diversidade de atividades que desenvolvem-se dentro destas empresas. O grande volume de compras de materiais e insumos para fazer funcionar,
O desconhecimento e a falta de informações sobre o assunto faz com que, em muitos casos, os resíduos, ou sejam ignorados, ou recebam um tratamento com excesso de zêlo, onerandoaindamaisosjácombali dos recursos das instituições hospitalares.Não raro lhe são atribuídas a culpa porcasos de infecção hospitalar e outras tantas mazelas dos nosocômios.Aincineração total do lixohospitalar é um típicoexemplo de excesso de cuidados, sendoaindanestecaso, umaatitudepoliticamenteincorretadevidoaossubprodutoslançadosnaatmosferacomodioxinas e metaispesados.
Em sua grande maioria, os hospitais pouco ou quase nenhuma providência tomam com relaçãoas toneladas de resíduos gerados diariamente nas mais diversas atividades desenvolvidas dentro de um hospital. Muitos limitam-se a encaminhar a totalidade de seu lixo para sistemas de coleta especial dos Departamentos de LimpezaMunicipais, quando estes existem, lançam diretamente em lixeiras ou simplesmente "incineram" a totalidade dos resíduos.
Importante também destacar, os muitos casos deacidentes com funcionários envolvendo perfurações com agulhas, láminas de e outros materiais denominados perfuro-cortantes.

1.1. Problema
O lixo hospitalar representa uma fonte de riscos à saúde humana e ao meio ambiente, devido principalmente à falta de adoção de procedimentos técnicos adequados no maneio das diferentes frações sólidas e líquidas geradas, como materiais biológicoscontaminados e objetos perfurocortantes, peças anatômicas, substancias tóxicas, inflamáveis e radioativas.

1.2. Delimitação do problema
A delimitação espacial do tema justifica-se pelo facto de que a autora é moradora da cidade de Maputo e trabalha nas proximidades do Hospital Geral de Mavalane e vive essa realidade diariamente e a escolha do período entre 2011-2012, como sendo sua delimitaçãotemporal, justifica-se pelo facto de 2011 ser o período que a autora passou a ter noção sobre os problemas quepodem ser causados durante o processo do manuseamento dos residuos hospitares sem devidas precaucoes, e 2012ser o período que supõe que terminará as cadeiras curriculares.

1.3. Objectivo
1.4.1. Objectivo geral
* Avaliar a gestão do lixo hospitalar no Hospital Geral deMavalane

1.4.2. Objctivos específicos
* Identificar os tipos de lixo produzidos no Hospital de Mavalane;
* Analisar o processo da recolha e deposiçao final do lixo no hospital;
* Avaliar os impactos ambientais da gestão do lixo no Hospital;
* Desenhar estrategias para mitigar os impactos negativos.

1.4.3. Perguntas científicas
* Que tipo de lixo é gerado nas diversossectores de actividade no recinto hospitalar de mavalane?
* Quais seriam mecanismos adequados para uma boa gestão do lixo hospitalar?
* Que impactos podem advir da gestão do lixo Hospitalar?
* Quais sao as possiveis estrategias para a minimizar os impactos negativos que advem da gestao do lixo hospitalar?

1.4.4. Hipóteses
* Os mecanismos para a boa gestão do lixo, seriam aseparação do lixo, agrupando de acordo com o sua qualidade, dos radioactivos, material organico, etc;
* Os impactos podem ser positivos ou negativos, o negativos podem condicionar a saude publica, e os positivos estarao a favor de todos os que frequentam o hospital e aredores do hospital;
* O processo da recolha pode sr eficaz se houver material e mao de obra qualificada para manusea-lo....
tracking img