Lixo hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2233 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ – CAMPUS SENADOR HELVIDIO NUNES DE BARROS
CURSO: LICENCIATURA PLENA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
DISCIPLINA: METODOLOGIA CIENTÍFICA
DOSCENTE: CLÁUDIO FREDERICO DA SILVEIRA CLERTON
PERIODO – I TURNO – NOITE 60HS

LIXO HOSPITALAR

ANDRÉ SOUSA
CLEIDISSON CARVALHO
EDIANE RODRIGUES
FRANCILENE DE SANTANA
NIVALDO DE SOUSA
SARA OLIVEIRA
THERESA SILVA

PICOS – PI,2011-06-03
SUMÁRIO

Tema........................................................................................3
Delimitação do tema ..............................................................3
Problema ................................................................................4
Hipótese ..................................................................................4
Objetivos dapesquisa: Objetivos gerais
Objetivos específicos ...............................................................4
Justificativa ............................................................................5
Metodologia ............................................................................6
Introdução
Teoria de base........................................................................7
Cronograma ...........................................................................16
Orçamento ..............................................................................17
Bibliografia .............................................................................18
Anexos .....................................................................................13
Questionário...........................................................................22

Tema: lixo hospitalar
Delimitação do tema:lixo hospitalar e sua forma correta de acondicionamento

Problema:

Como orientar as unidades de saúde e hospitais da cidade de picos sobre coleta de lixo hospitalar de uma forma seletiva sem degradar ao meio.

Hipótese:
Conscientização das autoridades sobre os problemas que olixo hospitalar pode gerar para o meio ambiente e os habitantes que nele vivem, utilizando métodos seguros e eficazes para o acondicionamento e depósito do lixo hospitalar.

Objetivos da pesquisa
Objetivos gerais:
- permitir o conhecimento das fontes geradoras de resíduos.
- permitir o reprocessamento de resíduos cujas matérias – primas possam ser reutilizadas sem riscos á saúde.
-colaborar para reduzir a poluição ambiental, gerando, incinerando e encaminhando aos órgãos públicos a menor quantidade possível de resíduos.

Objetivos específicos:
- elevar a qualidade da atenção dispersa ao assunto “resíduos sólidos dos serviços de saúde”.
- estimular a decisão por métodos de coletas, embalagens, transportes e destinos adequados.
- reduzir ou se possível eliminar os riscos asaúde dos funcionários, clientes e comunidade.

Justificativa:

O lixo hospitalar pode gerar bastantes problemas, assim alertando sobre os problemas que ele pode causar e conscientizando sobre a forma certa de lidar com esse tipo de material podemos evitar o contagio de pacientes, funcionários e até mesmo as comunidades vizinhas a esses centros de saúde, contribuindo assim também para o meioambiente.

Metodologia

A pesquisa tem como objetivo a abordagem qualitativa e a coleta de dados primários sobre o tema lixo hospitalar. O campo de estudos foi baseado em livros e através de pesquisas feitas em revistas e sites. Além de questionários propostos para serem aplicados aos médicos, funcionários e pacientes do hospital regional deJustino luz na cidade de picos.

TEORIA DE BASEUm dos grandes desafios da atualidade é o gerenciamento dos resíduos sólidos gerados nas diversas atividades humanas: industrial, residencial, comercial, pública e serviços de saúde. Conforme Pesquisa Nacional de Saneamento Básico (PNSB), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE (2000), são coletadas no Brasil 228.413 toneladas de lixo urbano por dia e,...
tracking img