Lexico e vocabulario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1494 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Explique a diferença apresentada pelo autor entre léxico e vocabulário.
Léxico é um conjunto sistêmico posto ao usuário, um inventário aberto, com um número infinito de palavras , podendo ser sempre acrescido e enriquecido com o surgimento de novos vocábulos, e também por mudanças de sentidos já existentes na língua. Esse conjunto de palavras pode ser organizado, por ordem alfabética,indicando o significado nos verbetes (dicionário): é o elemento completo da língua e possui grande mobilidade, apesar desse, não registrar todas as possibilidades lexicais. Já vocabulário é o uso do falante, a seleção e o emprego de palavras do próprio léxico para realizar a comunicação humana.2. Segundo o autor, o vocabulário é a expressão da personalidade do homem e de seus conhecimentos linguísticos. Elabore um pequeno parágrafo apontando por que é importante uma atualização permanente da bagagem vocabular, tanto para o plano pessoal quanto para o profissional.
Essa atualização permanente de nossa língua, é importantíssimo para realização de uma boacomunicação. Com certeza, irá nos facilitar na parte redacional, muito usada na área do direito, um constante enriquecimento vocabular.

3. Estabeleça a distinção entre sentido conotativo e sentido denotativo das palavras, contextualizando, dentro da área do Direito, uma situação e outra.
Denotação é empregar as palavras no seu sentido próprio, comum, habitual, preciso, constante em dicionários.Conotação não é mais que um sentido figurado dessas palavras, e depende do contexto ao ser usada. As conotações estão sempre em mutação, enquanto a denotação permanece inalterada. Este último devendo ser usado nos termos técnicos jurídicos sempre que possível, para evitar certas confusões, pois nem sempre o sentido corriqueiro das palavras, equivale à sua significação jurídica.
* Meu relógiode ouro foi roubado.
* Pedro nadava em ouro.
No primeiro exemplo, a palavra ouro denota ou designa simplesmente o conhecido metal precioso, dúctil, brilhante, de cor amarela: tem sentido próprio, real, denotativo.
No segundo exemplo, a palavra ouro sugere ou evoca riquezas, opulência, poder, glória, luxo, ostentação, conforto, prazeres: tem sentido conotativo, possui várias conotações (ideiasassociadas, sentimentos, evocações que irradiam da palavra).

4. Segundo o autor, no vocabulário jurídico há distinções semânticas entre os termos moradia, residência, habitação e domicílio. Aponte essas distinções. ( Importante: não faça tópicos separados, elabore um único parágrafo.)
Quase sempre a interpretação das normas jurídica, enfrenta termos e expressões vagas. Depara-se assim, com palavrasdenotativamente imprecisas. Em trabalhos exclusivamente “semânticos” do direito, são usados dicionários técnicos que estabelecem significados para as palavras, dependendo é claro da dinâmica do direito.
5. Segundo o autor, é o caráter polissêmico da língua que amplia a definição de um vocábulo. Explique o que se entende por polissemia, exemplificando.
A polissemia é uma parte da gramáticanormativa chamada semântica, sendo esta a que estuda os diferentes significados de uma mesma palavra, em contextos diferentes. Ex: Maria têm uma ótima mão para a cozinha. A palavra mão está em sentido literal, ou seja, como parte do corpo humano. E quando falamos: Passaram a mão em meu caderno. O uso dessa palavra não é o mesmo, são palavras com uma mesma grafia, mais com significados diferentes, quesão chamados de Polissemia.

6. Ao discutir conotação e denotação, o autor fala dos valores positivos e/ou negativos que as palavras podem assumir. Fala, também, de palavras que, ao longo do tempo, sofreram alterações nesses valores, passando de positivo a negativo ou vice-versa. Discuta esse fato linguístico, ilustrando suas palavras com exemplos de uma e outra situação.
Aquele homem...
tracking img