Lei do ventre livre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1181 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PSICOLOGIA ESCOLAR E EDUCACIONAL
Psicólogos escolares e educacionais são profissionais que atuam em instituições escolares e educativas, visando compreender as dimensões subjetivas do ser humano, bem como melhorar o processo de ensino-aprendizagem e as relações interpessoais.
ÁREA DE ATUAÇÃO E DESENVOLVIMENTO
• Os psicólogos escolares e educacionais do Município de Balneário Camboriú atuamnas Unidades Escolares e Núcleos de Educação Infantil, desenvolvendo as seguintes atividades:
• Avaliação Psicológica;
• Acompanhamento Individual;
• Acompanhamento Grupal;
• Orientação à família;
• Orientação à equipe pedagógica;
O PSICÓLOGO ESCOLAR
• Está implícita nessa visão de Psicologia Escolar uma vinculação com a área de saúde mental, onde os problemas são solucionados em termos desaúde x doença, o que na escola se traduz como problemas de ajustamento e adaptação.
• Nessa perspectiva,se tem a idéia de que a escola como instituição é tomada como adequada, como cumprindo os objetivos ideais a que se propõe. Permanecem inquestionados, desta forma, o anacronismo dos currículos (retrógrado), dos programas, das técnicas de ensino-aprendizagem empregadas, bem como a adequação darelação professor-aluno estabelecida.
• Esta é, portanto, uma visão conservadora , uma vez que os problemas surgidos ficam centrados no aluno, isto é, a responsabilidade dos insucessos e dos fracassos recai sempre sobre o educando. O papel do psicólogo escolar seria então o daquele profissional que tem por função tratar estes alunos-problema e devolvê-los à sala de aula "bem ajustados".
• Umaoutra conseqüência que nos parece importante denunciar nesta visão clínica, é a de que o professor, ao entregar o seu "aluno difícil" nas mãos de um profissional tido como mais habilitado que ele para lidar com a questão, se exime da sua responsabilidade para com este aluno.
• É também frequente, no trabalho clínico dentro da escola, o uso de testes variados, desde as tradicionais medidas de QIaté provas de personalidade, com elaboração de diagnósticos e orientação bastante minuciosas e aprofundadas. Ocorre, entretanto, que este trabalho todo se torna infrutífero e sem sentido, pois é comum as famílias se recusarem a aceitar a orientação, preferindo atribuir as causas do insucesso escolar à própria instituição, que é então acusada de ineficiente. É evidente que, ao buscar uma orientaçãopsicológica, todo cliente passa por um processo, frequentemente longo e ambivalente, de lidar e aceitar as suas próprias dificuldades ou deficiências. Ora, na medida em que a escola toma a iniciativa de realizar esse processo, através do serviço de Psicologia, sem uma conscientização gradativa e espontânea da família a respeito do seu filho-problema, o resultado deverá ser: ou um recusa decolaborar até mesmo na fase inicial de diagnóstico, ou uma rejeição clara e aberta da orientação oferecida.
Quais os principais motivos que as crianças são encaminhadas a psicóloga?
• Psicóloga-Dificuldade de aprendizagem normalmente, algumas crianças até tem disfunções mais complexas, como déficit de atenção e hiperatividade,que dificultam a aprendizagem. Estes casos isolados são encaminhado ao PAIonde a criança é atendida e tratada conforme o que for necessário.
• PAI- Hiperatividade, anorexia, bulimia, depressão, problemas de conduta e TOC, depois de feita a triagem serão encaminhadas para atendimento de terapia no PAI(Posto de Atenção Infantil), ou encaminhadas para o Projeto EducaVida (Programa Municipal DST/HIV/Aids e do Projeto Educa Vida) ou PAIS (Posto de Assistência e InclusãoSocial)relacionado à violência.
Qual o método de avaliação do problema?
• Psicóloga-A professora não pode dar nenhum diagnóstico, se a escola não tiver psicóloga, ela encaminhará a criança, aos orientadores educacionais.O diagnóstico será dado pela psicóloga após realizar atividades e conversar com o aluno (lembrando que a profissional não faz atendimento clínico, o que é diferente).
• PAI-...
tracking img