legitima defesa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (532 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de dezembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto


Faculdade Anhanguera





Legítima Defesa















TCC apresentado por Raquel Amaral como exigência de aprovação na matéria deMetodologia da Faculdade Anhanguera sob a orientação do professor Sandro Egídio.











RAQUEL RENATA CUBILLA DO AMARAL

Niterói, dezembro de 2013.











RESUMO


Otrabalho discorrerá sobre o instituto da legítima defesa, prevista no artigo 25 da Código Penal apresentando suas espécies.

O art. 25 do Código Penal versa que "entende-se em legítima defesa quem,usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta, atual ou iminente, a direito seu ou de outrem".

Cabe ressaltar que a repulsa deve ser imediata a agressão. Do contrário, não será legitimadefesa, podendo ser caracterizada como vingança.

Então, podemos apresentar como requisitos para a caracterização da legítima defesa: agressão injusta, atual ou iminente; defesa de direito próprio oualheio; meios necessários usados moderadamente; elemento subjetivo; animus defendendi.
































INTRODUÇÃO

Prevista no artigo 25 do CódigoPenal Brasileiro, a legítima defesa é apresentada como reação de alguém que repele agressão injusta a direito seu ou de outrem usando de forma moderada os meios necessários para isso. Porém alegarlegítima defesa é mais complicado do que parece ser. A doutrina divide a legítima defesa em várias especies, cada uma com suas peculiaridades que fazem enorme diferença no caso concreto.



SUMÁRIO1- Legitima Defesa Putativa
2- Legitima Defesa Sucessiva
3- Legitima Defesa Reciproca
4- Legitima Defesa Real

1-Legítima Defesa Putativa
Defesa Putativa significa defesa suposta, imaginária. Oque acontece é que uma das partes pensa que está uma situação de perigo iminente quando na verdade não está e age para se defender cometendo um erro.
Segundo BITTENCOURT, "se o autor supõe...
tracking img