Laplantine

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (285 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O realismo no cinema
A teoria realista do cinema está intensamente ligada ao senso da função social da arte. Um cinema com uma consciência verdadeira, tanto para anossa percepção cotidiana da vida, como para a nossa situação social.O cinema existe para nos fazer ver o mundo tal como ele é, e para nos permitir, descobrir sua texturavisual e para fazer com que possamos entender o lugar nele ocupado pelo homem.O cinema realista tem como o tema o homem. Tem contexto social, cultural. Homem e o mundodele. Como base usa visibilidade. “O cinema é antes de tudo a arte do real porque registra a especialidade dos objetos e o espaço por eles ocupado” (Teoria realista docinema, André Bazin, p. 142).
Enquanto a propaganda foi estritamente usada para atrair grandes multidões e muito dinheiro, o cinema – propriamente dito – era usado maiscomo um senso de aspiração política, não podendo em hipótese alguma competir com os filmes considerados de entretenimento e, sim, procurar um cinema mais consciente everdadeiro da nossa vida cotidiana e das nossas situações sociais.
A teoria realista do cinema foi a mais elaborada por dois importantes homens do meio e para os quais ocinema existe acima da ação política prática. Embora de modo – considerados por alguns – como politicamente neutros, Kracauer e Bazin viam o cinema num vasto contexto emque incluíam uma grande medida a própria política, porém não dominada por ela. Para ambos, isso significava um ajuste radical da sociedade, porém tal ajustamento tinha deseguir em vez de preceder uma relação apropriada com a natureza e a mesma renovar a percepção humana, a fim de harmonizar a humanidade com a realidade vinda do cinema.
tracking img