Kika

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1085 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Curso de Comunicação Social – Habilitação em Relações Públicas
Teorias Sociais Contemporâneas

Aline Gabriela Ferraz de Oliveira

FICHAMENTO

VIDA LÍQUIDA
ZYGMUNT BAUMAN

CAP. 5 – OS CONSUMIDORES NA SOCIEDADE LÍQUIDO-MODERNA
p.106 - 151

Legenda:
* Resumo periódico
* Possíveis relações com o texto e realidade
INTRODUÇÃOp. 106-108

* Nesse capítulo, Bauman diz que a sociedade de consumo é tem em sua essência satisfazer os desejos humanos e que essa sociedade só terá fim, no dia em que todos os desejos forem realizados, ou seja, nunca, pois são infinitos e descartáveis. Além disso, ressalta que esses desejos começam com a necessidade e depois podem terminar como compulsão e/ou vicio e doença. Nossos desejossão infinitos, pois temos o consumismo como uma forma de busca de realização. E essas buscas são feitas através de promessas que são quebradas, frustradas e refeitas em todos os momentos da nossa vida social.

Para que as expectativas se mantenham vivas e novas esperanças preencham o vazio deixado por aquelas já desacreditadas e descartadas, o caminho da loja à lata de lixo deve ser curto, e apassagem, rápida. (BAUMAN, Zygmunt, 2007, p.108)

* Talvez a compra compulsiva seja uma prática de fugir dessas frustrações, pois só esquecemos-nos delas quando recomeçamos o processo, ou seja, consumindo novamente.

VIDA DE CONSUMO
p.109 -118

* De acordo com Bauman (2007) todos os seres humanos sempre foram consumidores e nossa preocupação com o consumo não é novidade, ele ressaltaque o a modernidade acentuou esse consumo, ou seja, o excesso é característica da modernidade.

* Além disso, utiliza Durkheim para descrever que uma sociedade de consumidores não é apenas a soma total da população, mas uma sociedade que julga e avalia seus membros principalmente por suas capacidade e condutas relacionadas ao consumo.

* Síndrome consumista = excesso e desperdício.* Devido a essa síndrome que surge a necessidade do trabalho do Akatu, para minimizar e tratar os impactos dela.

p. 112 - 116

* Neste trecho Bauman ressalta que a vida de consumo é um jogo de serpentes e escadas, em suma demonstra com diversos exemplos a futilidade dos padrões de consumo através da cultura, arte moda, fama entre outros.

p. 116 - 118

* Segundo Bauman (2007), adifusão de padrões de consumo tão amplos a ponto de abraçar todos os aspectos e atividades da vida pode ser um efeito colateral inesperado e não planejado da ubíqua e inoportuna “maketização” dos processos da vida.

* Esse processo contribui para o consumo excessivo, pois acentua a satisfação dos desejos, através da publicização dos bens de consumo oferecendo praticidade, velocidade esatisfação instantânea.

* Como a vida do consumo é uma sequência de erros, um ciclo vicioso de desperdício, surge à ideia do lixo. O lixo é o produto final de toda ação de consumo

* Podemos estabelecer uma relação, se a sociedade de consumo é exagerada e compulsiva, logo os frutos de suas ações também serão. Portanto não há como simplesmente implantar a ideia de sustentabilidade, para queela tenha efeito é necessário diminuir o consumo, transformando-se em um grande desafio, pois percebemos nos exemplos de Bauman que isso é inerente ao ser humano e deuses.

CORPO DO CONSUMO
p.118 -134

* Segundo Bauman (2007), em nossa cultura e sociedade liquido moderna, a elaboração e o desenvolvimento do corpo como potencialidade assumiram um novo caráter. O corpo consumista éautotélico, constituindo o próprio fim e um valor de si mesmo, sendo o valor supremo. O consumo é a forma de minimizar uma ansiedade eterna na busca pelo bem-estar.

* Para que a sociedade de consumo nunca sofra uma escassez de consumidores, contudo essa ansiedade dever ser constantemente reforçada regulamente atiçada e instigada, além de ser encorajada de outras maneiras. O tipo de “consumidor...
tracking img