Kant

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5891 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
APRESENTAÇÃO

“Sem sensibilidade nenhum objeto seria dado, sem o entendimento; nenhum seria pensado. Pensamentos sem conteúdo são vazios, intuições sem conceitos são cegas. Pelo que é tão necessário tornar sensíveis os conceitos (Isto é, acrescentar-lhes o objeto na intuição) como tornar compreensíveis as intuições (isto é, submetê-las aos conceitos)” (A51/B75)Neste trabalho trataremos como texto base a “Critica da razão pura” do autor alemão Immanuel Kant (1724 - 1804), algumas partes do livro de Otfried Höffe “Immanuel Kant”, também o texto de Béatrice Longuenesse “The divisions of the transcendental logic and the leading thread” e também partes do livro de Henry E. Allison El idealismo transcendental de Kant: uma interpretacion y defesa.
Assim estetrabalho se dividirá em dois capítulos: no primeiro em que será trabalhada a análise estrutural do excerto, levantando e explicando, na medida do possível, os temas apresentados, e em seguida, a partir desta analise relacionar com o problema proposto com central deste trabalho, como seria possível tornar compreensíveis os conhecimentos a priori ou ainda, como são possíveis conhecimentos puros quenão terão nenhum tipo de experiência.

ANÁLISE ESTRUTURAL DO EXCERTO

Neste primeiro capítulo do trabalho, trataremos de analisar alguns dos temas levantados no excerto: como a sensibilidade; a intuição; o entendimento; o conceito; e demonstrar como que as intuições sem conceitos são cegas.
Aqui será levando em conta a explicitação dos conceitos e a analise estrutural dos temas, tentando nofim das contas dar uma direção para o tema central deste trabalho, e sempre voltando para a letra de Kant, voltando principalmente para a estética transcendental, mas também com algumas passagens da lógica transcendental, com o auxilio dos comentadores a cima citados.


SENSIBILIDADE E AS DUAS FORMAS DE INTUIÇÃO


Assim nesta parte trataremos do tema sensibilidade, fazendo toda uma análisedela segundo uma parte tirada do excerto e sempre voltando a ‘letra’ de Kant, para que a explicitação do tema flua melhor.
A primeira parte do excerto a ser analizada é: “Sem a sensibilidade nenhum objeto seria dado” (A51/B75). Assim para que um objeto possa aparecer imediatamente na mente do homem, é pela intuição que a mente percebe o objeto. Porém a intuição so acontece, quando o objeto édado,ou seja, “se o objeto afetar o espirito de uma certa maneira.” [1] Kant, ao que parece nos diz que para que um objeto apareça na mente, é por meio da intuição que ele nos é dado imediatamente, na medida em que o objeto afete o espirito. “A capacidade de receber representações (receptividade), graças à maneira como somos afectados pelos objetos, denomina-se sensibilidade” [2], assim o objeto éimediatamente visto pela intuição quando o objeto a afeta o espirito, e é pela sensibilidade que possibilita a intuição a perceber os objetos como diz Kant mais adiante, “Por intermedio, pois, da sensibilidade são-nos dados objetos e só ela nos fornece intuições” (B33). Agora seguindo o comentador Höffe, notamos que esta sensibilidade, só pode conhecer objetos que aparecem a mim pela experiencia,objetos que afetem o meu espirito.


“A relação imediata do conhecimento com os objeos e o ponto de referencia de todo pensamento é a intuição, a qual percebe um particular imediatamente. A intuição supõe um objeto dado. A única possibilidade mediante a qual nos podem ser dados objetos reside na sensibilidade receptiva, ou seja, na capacidade da mente ser afetada por objetos; épor isso que podemos ver, ouvir, cheirar ,saborear, tocar. Somente a sensibilidade receptiva possibilita ao homem intuições. Uma intuição ativa, espontânea e intelectual, ou seja, uma visão criadora, é algo impossivel para o homem.”[3]


Assim, ao que parece, segundo Höffe, a sensibilidade é o meio em que a mente pode perceber os objetos, é por meio dela que podemos sentir (ver, cheirar,...
tracking img