Janela de overton

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 386 (96462 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A JANELA DE OVERTON
GLENN BECK
Com contribuições de Kevin Balfe, Emily Bestler e Jack Henderson Tradução Renato Marques de Oliveira Editora Novo Conceito 2011

DEDICATÓRIA
A Fé: para David Barton, homem que sabe que nossos fundadores deixaram as respostas espalhadas por toda parte, a olhos vistos.

Esperança: para Marcus Luttrell, homem que nos mostrou o que é preciso para nuncadesistir. Caridade: para Jon Huntsman, o homem que um dia quero ser. Você é um gigante em um mundo que parece cada vez menor. Nunca desistam, nunca entreguem os pontos.

Agradecimentos
Agradecimentos especiais a todos os telespectadores, ouvintes e leitores, incluindo os "íntimos" de Glenn Beck. Não somos racistas nem somos violentos, só não estamos mais em silêncio. Aos meus pais; à minha esposa,Tânia, e aos meus maravilhosos filhos, por seu amor e apoio constante, mesmo quando acordo às 3 horas para trabalhar em projetos como este. A Chris Balfe, Kevin Balfe, Stu Burguiere, Joe Kerry, Pat Gray e a todas as outras pessoas maravilhosas que atuam nos bastidores da Rádio Mercury Arts, por nunca rirem das minhas idéias (pelo menos não na minha frente). A Jack Henderson, por ter colocado ocoração neste projeto, e à sua esposa, Lorie, por tê-lo deixado fazer isso. A Emily Bestler, uma editora de primeira classe e, mais importante, uma pessoa de primeira classe. Obrigado por ter entendido qual é realmente o propósito deste livro. E a Louise Burke, Mitchell Ivers, Carolyn Reidy, Liz Perl, Anthony Ziccardi e a todo mundo da Simon & Schuster, por sempre me ajudarem a transformar meus sonhosem realidade.

A Patrícia Balfe, por compartilhar com todos nós seu amor por livros de suspense e mistério. Sei que não sou nenhum David Baldacci ou Robert Parker, mas espero que este livro custe a você preciosas horas de sono. A todos da Premiere e do Clear Channel, incluindo Mark Mays, John Hogan, Charlie Rahilly, Dan Yukelson, Julie Talbott e Dan Metter, que ajudaram meu programa de rádio aconquistar ouvintes como nunca. A todos os meus amigos do canal Fox News, incluindo Roger Ailes, Bill Shine, Suzanne Scott, Joel Cheatwood, Tiffany Siegel, Bill O'Reilly, Neil Cavuto, juntamente com meu extraordinário estafe, que me ajudou a comprar quase todas as lousas da área da cidade de Nova York. A meu agente, George Hiltzki, que não "mexe no conteúdo", mas ainda assim adora dar suasopiniões a cada página que criamos. A todos os meus amigos, parceiros e colegas de trabalho, que me apoiam tanto no âmbito pessoal como na esfera profissional, incluindo Kraig Kitchin, Brian Glicklich, Matthew Hiltzik, Josh Raffel, Jon Huntsman, Pai, Duane Ward, Steve Scheffer, Dom Theodore, Scott Baker, Richard Paul Evans, George Lange, Russell M. Ballard, além de Allen, Cam, Amy, Mary e toda a equipeda Isdaner. A todos os que foram vítimas do meu transtorno de déficit de atenção — desculpem-me, eu me concentrei nesta página o máximo de tempo que pude.

Uma Nota do Autor
Há muitos anos sou fã de livros de suspense. Enquanto os livros de não ficção visam informar, o objetivo da maior parte dos thrillers de suspense é entreter. Mas existe uma categoria de romances que são ambas as coisas:romances completamente ficcionais, mas cujos enredos são calcados em fatos, e foi isso que eu me esforcei para fazer em A Janela de Overton. À medida que você mergulhar na trama, certas cenas e personagens vão parecer familiares. Isso é intencional, pois a história do livro se passa durante um período da história dos Estados Unidos muito semelhante ao que estamos vivendo agora. Mas, embora muitosfatos inseridos no enredo sejam verdadeiros (veja o posfácio para mais detalhes), as situações que criei como resultado desses fatos — juntamente com a maneira como as coisas estão entrelaçadas e as conclusões que daí derivam — são inteiramente ficcionais. Vamos torcer para que continuem assim. Sei que este livro será polêmico; qualquer coisa que faça as pessoas pensarem geralmente causa...
tracking img