Potencial de anticonvulsionantes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5511 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Atualização – Update

Uso potencial dos anticonvulsivantes no tratamento ambulatorial da dependência de álcool
Potential use of the anticonvulsants in the outpatient treatment of alcohol dependence

Luís André Castro e Carla Couzi

Resumo
Atualmente três medicações (dissulfiram, naltrexona e acamprosato) são aprovadas pela Food and Drug Administration (FDA) para tratar a dependência deálcool. As drogas anticonvulsivantes clássicas são raramente empregadas como alternativa por causa dos seus efeitos colaterais, mas a sua última geração pode ser útil. Os anticonvulsivantes podem ser uma alternativa aos benzodiazepínicos (BZD) e a outros tratamentos farmacológicos na prevenção de complicações na desintoxicação por apresentarem ausência de propriedades aditivas e um melhor perfil deefeitos adversos do que os anticonvulsivantes clássicos. Anticonvulsivantes como carbamazepina, ácido valpróico, gabapentina e topiramato demonstraram-se excelentes tratamentos para síndrome de abstinência do álcool e prevenção de recaídas. Embora nenhum desses agentes tenha sido aprovado pela FDA, existe uma crescente evidência na literatura que apóia o seu uso. Palavras-chave: anticonvulsivantes,alcoolismo, carbamazepina, ácido valpróico.

Abstract
Currently three medications (disulfiram, naltrexone and acamprosate) are approved by the FDA to treat alcohol dependence by the FDA. The classical anticonvulsive drugs are rarely employed as an alternative because of their side effects, but the latest generation of anticonvulsants could be useful. The anticonvulsants can be a alternative toBZD and other pharmacological treatments in the prevention of complications during the detoxification therapy, because of the absence of addictive properties and a better adverse effects profile than classical anticonvulsant drugs. Anticonvulsants such as carbamazepine, valproic acid, gabapentin and topiramate have shown to be excellent treatment for alcohol withdrawal and for the prevention ofalcohol relapse. Although none of these agents have been approved by the FDA yet, there is growing evidence in the literature to support their use. Key words: anticonvulsants, alcoholism, carbamazepine, valproic acid.

Recebido 07-03-06 Aprovado 16-08-06

Departamento de Psiquiatria da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/UNIFESP) (Castro LA) Unidade de Pesquisaem Álcool e Drogas (UNIAD) da EPM/UNIFESP (Couzi C)

Correspondência para: Luís André Castro Rua Botucatu, 394 – Vila Clementino – 04023-061 – São Paulo-SP – Tel.: (11) 5575-1708 e-mail: castro@psiquiatria.epm.br

Uso potencial dos anticonvulsivantes no tratamento ambulatorial da dependência de álcool

Introdução
Os avanços da neurociência têm impulsionado o desenvolvimento do interesseclínico e científico na descoberta de intervenções farmacológicas (IF) para tratar a síndrome de dependência do álcool (SDA), um sério problema de saúde pública que acomete cerca de 11,2% da população adulta brasileira (Carlini et al., 2002). Na psiquiatria, os anticonvulsivantes (ATC) possuem um espectro de ação amplo que inclui bulimia nervosa (BN), transtornos da compulsão alimentar periódica(TCAP) (Appolinario-Bacaltchuk, 2002), do pânico, de estresse pós-traumático (Litten et al., 2005), de controle dos impulsos (Zullino et al., 2004) e os casos refratários de transtorno afetivo bipolar (TAB) (Moreno et al., 2004). Entre as razões que tornam os ATCs uma classe de IF promissora na prevenção de recaídas no tratamento da SDA destacam-se os efeitos anticonvulsivante (Malcolm et al., 2001)e anti-kindling (Goddard et al., 1969; Ballenger-Post, 1978; Lechtenberg-Worner, 1991; Moak-Anton, 1996; McNamara-Wada, 1997; Becker, 1998), a ausência de potencial de abuso, a ação estabilizadora do humor no caso de co-morbidades psiquiátricas com TAB, a menor interação com o álcool, quando em comparação com os benzodiazepínicos (BDZs), o efeito anti-craving (Johnson et al., 2003) e o uso...
tracking img