Introducao ao curso de engenharia de processos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1111 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
ÍNDICE   Introdução 2 Engenharia De Processos 3 1. Histórico 3 2. Conteúdo 5 3. Áreas De Atuação 7 Conclusão 8 Bibliografia 9                           INTRODUÇÃO O presente trabalho em grupo visa demonstrar a síntese da pesquisa feita sobre os conceitos,  o histórico e o conteúdo da Engenharia de Processos. Engenharia, propriamente dita, dedica-se à aquisição e à aplicação de conhecimentos denatureza física, técnica, matemática e económica para a criação, aperfeiçoamento e implementação de materiais, estruturas, máquinas e aparelhos, sistemas ou processos, com a finalidade de satisfazer as necessidades básicas da sociedade. Ao longo do tempo as várias engenharias foram surgindo, de vários ramos, pela natureza da sua aplicabilidade, do processo de fabricação ou do bem a ser obtido eposteriormente agregaram-se outros ramos pela diversificação da natureza   Eventualmente, as empresas precisavam de um novo ramo da engenharia pela necessidade de organização de seus processos produtivos, a Engenharia de Processos.   Esta dedica-se à concepção, melhoria e implementação de sistemas que envolvem pessoas, materiais, informações, equipamentos, energia e o ambiente. Ela é uma engenhariaque está associada às tradicionais, porém, é a menos tecnológica na medida que é mais abrangente e genérica, englobando um conjunto maior de conhecimentos e habilidades, para que utilizando-se desse conhecimento especializado em matemática, física e ciências sociais, em conjunto com análise e projecto de engenharia, ela possa especificar, prever e avaliar os resultados obtidos por tais sistemas.          ENGENHARIA DE PROCESSOS   HISTÓRICO   Pode-se dizer que a Engenharia Química nasceu entre os Séc. XVIII e XIX, da junção da Engenharia Mecânica com a Química Industrial.   O desenvolvimento da Profissão de Engenheiro Químico está associado a todo o desenvolvimento da indústria química que ocorreu em ligação com as Primeira e Segunda Guerras Mundiais.   Posteriormente, foi o desenvolvimentoda indústria petroquímica que contribuiu para a afirmação no mercado de trabalho, dos Engenheiros Químicos, gerando uma procura crescente de profissionais desta área. No pós-guerra, empresas como a BASF, Bayer, Hoechst, ICI (Imperial Chemical Industries), Shell, entre outras, foram requerendo um número crescente de profissionais de Engenharia Química. Ao longo do Século XX, vários desenvolvimentosforam feitos, como o de reatores químicos operados de modo contínuo, presença de reciclo e recuperação de reagentes não reagidos, processos de purificação, dentre outros. Estes avanços requereram um conhecimento de sistemas com escoamento através de tubulações e conhecimentos aprofundados de físico-química. Inicialmente muito ligada a indústria química e petroquímica, a Engenharia Químicaestendeu-se à outras áreas, surgindo o conceito de Engenharia de Processos, Engenharia de Sistemas e Processos/Projecto de Produto na década de 1970 e se consolidou a partir da década de 1980. A abordagem da Engenharia Química passa a ser, muitas vezes, direccionada primeiro para o produto. Define-se qual o Produto pretendido com base nas funcionalidades desejadas e, a partir daí, constrói-se o Processo.Os produtos, por outro lado, deixaram de ser apenas os produtos químicos convencionais e passaram a ser, por exemplo, produtos farmacêuticos, produtos de electrónica, materiais avançados (por exemplo materiais ópticos), produtos biológicos, novos combustíveis. O Engenheiro de Processos pode desempenhar actividades na administração pública e na análise de investimentos, bem como actuar naorganização, na logística e na gestão de serviços de apoio a eventos, desportivos ou artísticos.Este novo ramo surgiu pela necessidade de custos menores , melhor qualidade e características mais específicas/personalizadas.                             1. CONTEÚDO   Por atuar geralmente numa corporação industrial, o Engenheiro de Processos necessita ainda possuir formação em Humanidades e noções de...
tracking img