Interferencias linguisticas no portugues de mocambique

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4418 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1.1 Introdução

O presente tema aborda as interferências linguísticas no português de Moçambique de uma forma minuciosa de acordo com as realidades da evolução no contexto linguístico. Com efeito, a interacção do português com outras línguas distintas concorre, fortemente, para a variação gramatical e, em alguns casos, para a mudança linguística. Os seres humanos ou seres sociais, que vivem emsociedades, falam línguas e as línguas vão mudando com o tempo. Daí, poder-se notar que há uma impossibilidade de separar mudança e variação linguística.

Em Moçambique, o português encontra-se em situação de contacto com as línguas do grupo bantu, algumas línguas de origem asiática, como o urdu, o gujurati, o indi e o memane e ainda o inglês, língua de fronteira. Apesar de o português ser alíngua adoptada como única língua usada em contexto formal, logo após a independência do país, ainda é uma língua segunda para a maior parte dos seus falantes.

Verifica-se que a situação de contacto linguístico, por um lado, e o estatuto de língua segunda, por outro, são factores de relevo no processo de variação dessa língua em Moçambique, particularizando o norte, centro e sul de Moçambique.Sendo assim, o trabalho é constituído por justificativa, que explicita a relevância do tema, a metodologia que veicula a sua operacionalização cuja base é a pesquisa, a observação participada directa na qual trabalharemos com o aluno através de dois breves questionários inerentes ao tema. Contém igualmente, o referencial teórico que o sustenta através de conceitos-chave, os dados recolhidosdurante a pesquisa, as conclusões e sugestões.







1.2 Justificativa

Sabe-se que não se pode falar em interferência linguística colocando de parte a interferência cultural, se tiver em conta que a língua é uma forma de expressão cultural e que o contacto entre línguas é também um contacto entre culturas. A interferência linguística ocorre sempre que há línguas em contacto, sabe-se tambémque no processo de aquisição de uma segunda língua há sempre interferências da língua materna, pois é frequente recorrer-se a ela para analisar os dados da nova língua, dado que a língua materna interfere no pensamento do falante e tende a interferir nas línguas aprendidas em segundo lugar. Quando a língua-alvo é aprendida apenas em contexto formal, como a escola, o fosso entre o domínio daslínguas é maior. Desta forma, verifica-se que a interferência da língua materna na língua-alvo ocorre em todos os níveis, sendo o lexical o mais frequente, na medida em que tanto um pequeno elemento linguístico como o fonema, como um maior, como o sintagma, transmitem-se, geralmente, através do elemento lexical. Contudo, não se quer dizer que esta situação não ocorra noutros domínios, como nos níveissintáctico e
semântico, fato que verificamos quando da pesquisa de dados.
Em muitas situações de mudança linguística, pode-se afirmar que há uma maior probabilidade de os jovens estarem na liderança dessa mudança, devido ao contacto que eles têm com jovens de outras sociedades, e também em função da televisão, das viagens de estudo ao exterior e da facilidade que eles têm de assimilar uma outralíngua. Por isso, para a situação de Moçambique não se pode prever o tipo de interferência enquanto não se conhecer a língua materna do sujeito falante, pois elas variam de região reflectindo, quase invariavelmente, as diversas características das línguas faladas nas diferentes regiões. Deste modo, enquanto os estrangeiros, por vezes, pensam que os moçambicanos falam uma única variante de Português,os moçambicanos, com algum nível de instrução, raramente se enganam na identificação da origem de um concidadão, com base na forma de uso das diferentes estruturas da língua oficial. Portanto, com base no estudo de interferências, torna-se possível a hipótese de que existe uma relação de um para um entre o número de línguas moçambicanas tipologicamente semelhantes e as variantes...
tracking img