Informatica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL
SECRETARIA DO ESTADO DE EDUCAÇÃO
ESCOLA TÉCNICA DE CEILÂNDIA – ETC
TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO
Professor: Joubert

Módulo: II Turma “G” Turno: Matutino

Imposto de Renda das Pessoas Jurídicas (IRPJ)
Gestão Tributaria Contábil e Financeira

Ceilândia – DF
Setembro, 2011

Agradecimentos:

Agradecemos em primeiro lugar a Deus, que nós iluminamosdurante este trabalho, as nossas famílias,
a Escola Técnica de Ceilândia – ETC de nos dar a
oportunidade de serem grandes profissionais
e a confiança do professor Joubert
que tem tamanha paciência em nó
ensinarmos com carinho.

Sumario
INTRODUÇÃO 4
TRIBUTOS IMPOSTOS DE RENDA DE PESSOAS JURÍDICAS (IRPJ) 5
O SURGIMENTO DO IMPOSTODE RENDA NO BRASIL 6
SÍMBOLO DO IMPOSTO DE RENDA 7
O que é Imposto de Renda 7
ASPECTOS GERAIS DA TRIBUTAÇÃO DO IRPJ 8
ADICIONAL DO LUCRO REAL 9
Formas de Tributação das Pessoas Jurídicas 9
SIMPLES FEDERAL 10
TABELA – SIMPLES FEDERAL 11
LUCRO PRESUMIDO 12
Pessoas Jurídicas Autorizadas a Optar 12
AS ALÍQUOTAS DO LUCRO PRESUMIDO 13
LUCRO REAL 14
Quando Optar no Lucro Presumido 16LUCRO ARBITRADO 17
Abrangência do Lucro Arbitrado 17
Arbitrado e presumido no mesmo ano-calendário 17
Auto-arbitramento 18
Arbitramento De Lucros - Espontaneidade 18
Arbitramento Pelo Contribuinte 18
Auto-Arbitramento 18
PERCENTUAIS DE ARBITRAMENTO DO LUCRO 19
Receita bruta conhecida 19
Tabela de prática de percentuais de arbitramento do lucro 19
Percentuais reduzidospara pequenos prestadores de serviços 20
Atividades imobiliárias 21
Acréscimos ao lucro arbitrado 21
CÁLCULO DO IMPOSTO DEVIDO 21
Alíquota 21
Adicional 22
Deduções do imposto 22
CONCLUSÃO 23
REFERÊNCIAS: 24

INTRODUÇÃO

Abordaremos neste trabalho sobre o tributo Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ), é uma quantia em dinheiro, paga obrigatoriamente por pessoasou organizações a um governo. Devido à ocorrência de um fato gerador, calculando mediamente a aplicação de uma alíquota a uma base de calculo.
O imposto é derivado do tributo. Diferencialmente de outros tributos, como taxas e contribuição de melhoria, é um tributo não vinculado: é dividido pelo contribuinte independentemente de qualquer contraprestação por parte do Estado. Destina-seatender as despesas gerais da Administração pelo que só pode ser exigido pela Pessoa Jurídica de direito interno que tiver competência constitucional para tal.
Em teoria, os recursos arrecadados pelos Governos são revertidos para bem comum, para investimentos e custeio de bens e Serviços Públicos.
Visto esse assunto, passar-se-á ao estudo dos três regimes de tributação (LucroSimples, Lucro Presumido, Lucro Real e Lucro Arbitrado), que constituem em três formas de determinação da base de cálculo do imposto de renda de pessoas jurídicas, cada um com suas regras próprias.

“Existe risco que você não pode jamais correr, e existe o risco que você não pode deixar de correr.” (PETER DRUCKER)

.

Tributos Impostos de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ)Em 1534, foram criadas as Provedorias da Fazenda Real (extinta em 1770, pela coroa Portuguesa), que foram as primeiras repartições tributarias no Brasil.
Na época parte desses tributos arrecadados era distinta a coroa Portuguesa.
O Erário Régio ou Tesouro Real surgiu no reinado de D. José I, através da carta lei de 22/12/1761, depois da extinção da casa dos Contos doReino.
A casa simbolizava o regime de centralização absoluta: todas as rendas da coroa ali davam entrada e dela saiam os fundos para todas as despesas.
A partir do Erário Régio, o ato de arrecadar e repartir mudou o nome e o destino do que era arrecadado, foi transformada na Secretária de Receita Federal, responsável pela administração, arrecadação e fiscalização tributária. A...
tracking img