Infancia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1622 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
CONCEITO DE INFÂNCIA NA HISTÓRIA

RESUMO

Para se compreender a infância, temos que retroceder ao passado, buscando na história para o presente. As questões sobre a infância variam conforme a idéia que se tem delas. Partindo de muitas interrogações sobre a infância, a proposta aqui, é discutir a evolução do conceito criança e infância ao longo da história, abordando as passagens históricasatribuídas a elas aproximando-se assim a um conceito próximo ao ideal dos dias de hoje.

Palavras-chave: Criança. Infância. Concepção de Infância.

INTRODUÇÃO

O presente artigo contempla a construção histórica filosófica do conceito de infância, abordando as diferenças entre um longo período de transição até chegar aos dias de hoje a partir dessas informações levantadas poderemos entendera construção da criança relacionada com movimentos sociais e culturais do contexto histórico vivido. Na abordagem a seguir apresentaremos a criança em seu contexto geral, e em seguida iniciaremos uma nova concepção de infância e a trataremos até os dias de hoje.

A INFÂNCIA NO PASSADO

Voltando ao passado podemos fazer referências históricas sobre a caracterização da infância.
Suaconstrução vem ganhando espaço na sociedade, pois até o século XIII não existem registros de relatos que dessem importância a criança e a sua infância é bem provável que não houvesse um lugar de destaque voltado para essa fase da vida.
Considerava-se que a criança antes dos sete anos de idade não teria condições de falar, de expressar seus pensamentos, seus sentimentos. A palavra infância carrega consigo oestigma da incapacidade, uma condição subalterna diante dos adultos, era um ser anônimo sem espaço na sociedade.

De criancinha pequena, ela se transforma imediatamente em homem jovem, passar pelas etapas da juventude, que talvez fossem praticadas antes da Idade Média e que tornaram aspectos essenciais das sociedades evoluídas de hoje (ÁRIES, 1986, p.10)

Com a Revolução Industrial, ainfância passou a ser vista de outra forma, com um valor econômico a ser explorado. Por falta de mão-de-obra, as crianças são levadas ao mercado de trabalho, tirando lhes assim, o direito de acesso à escola. Amarilha reforça as afirmações com o seguinte comentário:
Se a vida em comum com os adultos, antes da Revolução Industrial, tratava a criança com descaso, agora, o seu valor enquanto geração debraços para a indústria e cabeças para o comando lhe traz o exílio do seu tempo. Viver a infância passa a ser um período dominado por modelos de preparação para ser o futuro adulto. A criança como tal, com identidade específica, continua desrespeitada e desumanizada (AMARILHA, 2002, p. 128-129)

Aos poucos a infância começa a ser tratada com um pouco de importância, sendo retiradas dotrabalho nas indústrias, e inseridas nas escolas.
Os pais passavam a ter mais responsabilidades com o bem-estar das crianças, garantido os seus direitos e maiores cuidados físicos, respeitando um pouco mais essa fase da vida.

O DESENVOLVIMENTO DA INFÂNCIA AO LONGO DOS ANOS

Havia uma separação de classes, onde as crianças mais pobres não faziam parte dos estudos da época, o que mostra adesigualdade social e a descriminação sobre a criança pobre e negra.
A desvalorização da criança segue por vários séculos (XV, XVI, XVIII), surgindo então os movimentos em favor da criança, dando-lhe importância na Sociedade. Essa postura foi tomada devido à preocupação com a mortalidade infantil da época, que se entende até os dias de hoje nas famílias de classe baixa.
A noção de infância adquiriu umnovo significado, sendo reestruturada. A família passa por mudança, onde a criança é valorizada é respeitada como ser social. Mas o adulto ainda é quem decide o que é melhor para ela.

A família começou então a se organizar em torno da criança e lhe dar tal importância, que a criança saiu de seu antigo anonimato, que se tornou impossível perdê-la ou substituída sem uma enorme dor, que ela...
tracking img