Industria de corantes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1317 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INDUSTRIA

Fabricação dos Corantes NITROSOS:

Cromóforo:
-NO ou =N-OH

Usos:
Tingimento de lã

Fabricação:
Reação entre:

Ácido nitroso + ácido 2-naftol-6-sulfônico + Fe e sal de sódio

Na América produz o:
Verde Naftol B
Verde ácido 1

Fabricação de Corantes Nitro

Cromóforo:
-NO2

Usado: tingimento em lã e seda.
Propriedade: possui baixa estabilidadeFabricação:
Readção de sulfonação do:

(-naftol a ácido 1-naftol-2,7-dissulfônico ou
a ácido 1-naftol-2,4,7-trissulfônico
em seguida faz-se a nitração para substituir 1 ou 2 grupossulfônicos

Amarelo naftol 5
Amarelo ácido 1
CI – 10316
Fabricação de corantes AZO
Cromóforo:
-N=N-
❖ São os mais abundantes.
❖ Possuem diversos graus de complexidade variando de acordo com o no de grupamento azoou grupos auxocrômicos.
❖ Podem ser:
Básicos ou mordentes
Ácidos ou mordentes
Solúveis
Depende do no de anéis centrais ou de auxocromos
Insolúveis
A fixação, resistência a luz e a umidade são altas.

❖ Podem ser feitos;
na própria fibra
aduzir um outro grupo azo já fixado
acoplar-se a um intermediário apropriado

❖ Esta flexibilidade leva a corantes úteis comgrande diversidade de propriedades.

Reações envolvidas:
✓ São produzidos pela diazotação de uma amina aromática que será acoplada a uma amina ou fenol.

✓ Estas duas reações ocorrem quase quantitativamente, quando a temperatura é mantida baixa.

✓ Existem regras específicas para o acoplamento de uma amina ou de um fenol a um composto diazo.
✓ O diazo é lançado na arilamina, no fenolou no derivado.
✓ Com os fenóis e naftóis, o acoplalmento é usualmente na posição para, em relação ao grupo hidroxila,
✓ Se a posição para estiver ocupada o acoplamento é em orto.
✓ Os (-naftóis, acoplam-se apenas uma vez, na posição1.
✓ As aminas acoplam-se com lmenor facilidade que os fenóis, o acoplamento corre na posição para.
✓ As diaminas, o derivado em meta reage com maiorfacilidade, ocorrendo o acoplalmento em para com um grupo –NH2 e o acoplamento em orto com o outro grupo.
✓ Esta subastituição é frequantemente denominada lei da crisoidina, sendo exemplificada na fabricação do laranja básico 2:

✓ Os substituíntes e o pH influenciam o acoplamento, por exemplo para o ácido H:

✓ Em soluções ácidas a posição orto em relação ao grupo NH2 é ativada.
✓ Em soluçõesbásicas a posição orto será ativada em relação ao grupo OH.
✓ O controle do pH é importante na fabricação dos corantes azo pois ele influenciará na coloração e resistência dos mesmos.
Equipamentos Usados:
✓ Cubas de madeira com agitação
✓ Filtros prensa de madeira
✓ Caixas de secagem com bandejas de vagonetes em aço
✓ Circulação de ar quente
✓ Moinhos
✓ Misturador
✓ Uniformizadora duplo cone sem partes internas para não reter o corante.
Descrição da figura 39.9:

✓ O (-naftol, NaOH e H2O são misturados numa cuba de madeira que depois de misturados ficam resfriando por 24 horas.
✓ O HCl e H2O é misturado em outra cuba de madeira
✓ A mistura ácido, água, NaCl, gelo, CuSO4.5H2O, NaOH é mantida a 15oC.
✓ As soluções reagentes são adicionadas na ordem acima dentrode uma cuba, onde ocorrerá a reação de diazotação e acoplamento.
✓ A adição é lenta durante 2h a 5oC.
✓ A reação é feita sob agitação
✓ O produto vai para um filtro prensa é seco num secador
✓ Passa por um moinho
✓ Vai para um misturador onde recebe uma carga de NaCl para a fixação.

Fabricação de corantes ESTILBENZENO

Cromóforo: -N=N- e =C=C=

• Possuem o grupo azo, mas não sãofabricados por reação de dizotação e acoplamento.
• São corante diretos.
• Coram o algodão.
• Feitos pelo ação do calor e da soda cáustica sobre o ácido p-nitrotolueno-o-sulfônico.
• Amarelo direto R

Fabricação de corantes PIRAZOLONA

• Cromóforo: -N=N- e =C=C=
• São corantes ácidos
• Coram seda e lã e são também usados em lacas
• O membro principal é a tartrazina – amarelo...
tracking img