Inadimplencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2097 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
a

Introdução



Inadimplência

Neste estudo vamos apresentar os índices de inadimplências dos 10 maiores bancos que atuam no mercado brasileiro.
A inadimplência é fator chave para mensurar a saúde da instituição e elaborar estratégias de controles de risco.
Existem fatores relevantes que interferem direta e indiretamente nos controles de riscos de uma instituição, exemplo, analise derisco por região, faixa de idade, estado civil, tempo de constituição da empresa etc.
Identificar as ferramentas que ajudem ao administrador pulverizar os ricos e gerir de maneira eficaz a alocação de suas carteiras é essencial para manter a solvência de uma instituição.























ITAÚ

O índice de inadimplência total, considerando o saldo das operações ematraso há mais de 90 dias, alcançou 4,5% em junho de 2011, apresentando ligeira deterioração de 0,3 pontos percentuais em relação a dezembro de 2010. A inadimplência da carteira de clientes pessoa física atingiu 5,8% no semestre, mantendo o mesmo nível do final do ano de 2010. A inadimplência da carteira de clientes pessoa jurídica atingiu 3,5% ao final de junho de 2011, apresentando aumento de 0,6pontos percentuais em relação a 31 de dezembro de 2010.







[pic]








O índice de inadimplência total (operações de crédito com atraso superior a 90 dias) atingiu 4,5% em junho de 2011, crescendo 0,3 pontos percentuais em relação a março de 2011 e reduzindo 0,1 pontos percentuais em relação a junho de 2010. O principal crescimento de inadimplência foi verificado no segmentode micro e pequenas empresas.



[pic]



O índice de inadimplência total (operações de crédito em atraso superior a 90 dias) atingiu 4,5% em junho de 2011, aumentando em 0,3 pontos percentuais em relação ao período anterior. O aumento da carteira em atraso no segmento de micro e pequenas empresas foi o principal responsável pela piora deste índice, como pode ser observado nos gráficos deindicadores de crédito demonstrados a seguir. As carteiras de pessoas físicas e de médias e grandes empresas continuam a apresentar níveis baixos de inadimplência vis-à-vis suas médias históricas.



[pic]








Observamos, também, que houve redução de 0,2 pontos percentuais na inadimplência de curto prazo, medida de 31 a 90 dias de atraso. Esses índices de inadimplência diminuíram0,1 pontos percentuais entre as pessoas físicas e 0,3 pontos percentuais entre as pessoas jurídicas.





[pic]





O índice de inadimplência da carteira com atraso superior a 30 dias atingiu 7,2% em 30 de junho de 2011, apresentando aumento de 0,1 pontos percentual em relação ao final do trimestre anterior.











BRADESCO


O Índice de Inadimplência superior a 60dias atingiu 4,5%, apresentando redução de 0,4 p.p. em relação a junho de 2010.



Índices de Cobertura

No gráfico a seguir, evidenciamos a evolução do índice de cobertura da Provisão para Devedores Duvidosos em relação aos créditos com atrasos superiores a 60 e 90 dias. Em junho de 2011, estes índices atingiram 154,0% e 189,3%, respectivamente.
O saldo da Provisão para DevedoresDuvidosos (PDD) de R$ 17,4 bilhões em junho de 2011 foi composto por: (i) R$ 14,4 bilhões de provisões requeridas pelo Banco Central, e (ii) R$ 3,0 bilhões de provisões excedentes.







Observando o gráfico a seguir, nota-se que a inadimplência de 61 a 90 dias permaneceu estável no final do trimestre, quando comparada ao trimestre anterior e ao mesmo período do ano anterior.Analisando os gráficos de inadimplência por tipo de pessoa, a faixa de atraso de 61 a 90 dias apresentou ligeira elevação na Pessoa Física no trimestre.












Na Pessoa Jurídica, a inadimplência de 61 a 90 dias permaneceu estável no trimestre.



































SANTANDER


O indicador de créditos vencidos há mais de 60...
tracking img