Inadimplencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (486 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Segundo a autoridade monetária, a inadimplência média das operações bancárias com empresas e com pessoas físicas em maio representa o maior valor de toda a série histórica, que tem início em junho de2000. Até o momento, os maiores valores foram registrados em abril deste ano e em agosto de 2009 (5,85%).
Alerta do BIS
O crescimento da inadimplência, que vem ocorrendo consistentemente desde2009, já foi objeto de críiticas de organismos multilaterais, como o Banco de Compensações Internacionais (BIS - o banco central dos bancos centrais).
Em relatório divulgado nesta semana, a instituiçãosustentou que o Brasil está na "zona de perigo" por considerar haver um descompasso entre o crescimento do crédito e da expansão da economia. Citou também preocupação com o nível de endividamento dasfamílias e das empresas brasileiras e com o forte crescimento dos preços do mercado imobiliário.
O montante que lares e empresas no Brasil, China, Índia e Turquia destinam a dívidas está no seu nívelmais alto desde o fim dos anos 1990, apesar das baixas taxas de juros.
Pessoa física e empresas
No caso da taxa de inadimplência somente das pessoas físicas, que mede o atraso de pagamento superiora 90 dias, o valor somou 8% em maio, contra 7,8% em abril deste ano. O valor é o maior desde outubro de 2009, quando estava em 8,09%. Em todo ano de 2011, a taxa de inadimplência das pessoas físicasavançou 1,7 ponto percentual, visto que estava em 5,7% no fim de 2010.
Já a taxa de inadimplência das operações dos bancos com as empresas continou em 4,1% em maio deste ano, o mesmo valor de abril,informou a autoridade monetária. Em todo ano de 2011, houve crescimento de 0,4 ponto percentual na inadimplência das empresas, uma vez que o indicador somou 3,5% no fim de 2010.
Autoridades da equipeeconômica
As duas principais autoridades da equipe econômica brasileira, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, entretanto, têm dado declarações...
tracking img