Identidade cultural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4748 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Luciano Pereira de Menezes


























































Identidade Cultural I















































Trabalho de Aproveitamento do Curso de Ciências Sociais da Universidade Metodista de São Paulodo Módulo: Brasil no contexto latino americano.






































Guaratinguetá, outubro de 2011














E en tal maneira hé graciosa
Que querendo a aproveitar darse a neela tudo
per bem das ágoas que tem
Paro o mjlhor fruito que neela se pode fazer
Me pareçe que será salvar esta jemte
E esta deve ser a principalsemente que Vosa Alteza
Em ela deve lamçar

Pero Vaz de Caminha

Há 500 anos sobre a terra
Vivendo com o nome de Brasil
Terra muito larga e muito extensa
Com a forma aproximada de um funil

Aquarela feita de água benta
onde o preto e o branco vem mamar
O amarelo almoça até polenta
E um resto de vermelho a desbotar

Sofá onde todo mundo senta
onde a gente sempre põe mais um
Oh!berço esplendido agüenta
Toda essa galera em jejum

Apesar de Deus ser brasileiro
outros deuses aqui tem lugar
Thor, Exu, Tupã, Alá, Oxossi
leus, Roberto, Buda e Oxalá

Aqui não tem terremoto
Aqui não tem revolução
É um país abençoado
Onde todo mundo põe a mão

Brasil, potência de neutrons
35 watts de explosão
Ilha de paz e prosperidade
Num mundo conturbado e sem razão

A mulher maislinda do planeta
Já disse o poeta altaneiro
Que o seu rebolado é poesia
Salve o povão brasileiro

Mais do que um piano é um cavaquinho
Mais do que um bailinho é o carnaval
Mais do que um país é um continente
Mais que um continente é um quintal


Bem Brasil

(Premeditando o Breque)

http://www.youtube.com/watch?v=Dkw7Z-VxYog

Em, Brasil – Mito fundador e sociedadeautoritária, Marilena Chauí examina o ‘mito fundador’ do Brasil, uma reprodução simbólico-ideológica que faz com que parte dos brasileiros tenha um sentimento de pertencimento, de engrandecimento das riquezas naturais, de identificação pela língua numa mistura racial, embora as condições sociais nem sempre indiquem tal pertencimento, inserção e participação cidadã.


Chauí nos esclarece o quedenominou como sendo o “mito Brasil” presente em nosso imaginário, revelando-nos como este foi construído. Questionando sobre os dados e informações que afirmam ser o Brasil um país “abençoado por Deus e bonito por natureza”, – como na canção de Jorge Benjor – com um povo pacífico, ordeiro e complacente e que ainda possui uma história honrosa. Entre outros, estes são alguns dos passos que Chauí dá emdireção daquilo que é aceito como verdadeiro no imaginário brasileiro e mundial, bem como a construção dessa imagem.

O trabalho de Chauí nos mostra como na escola estudamos a definição da bandeira brasileira. O verde, o amarelo, o azul, o círculo estrelado em azul com uma faixa branca o atravessando. Respectivamente, nossas matas, nosso ouro, nosso céu com o Cruzeiro do Sul com Deus nosabençoando e a faixa branca com a inscrição positivista representando um povo ordeiro em progresso.

Sabemos por isso que o Brasil é um “gigante pela própria natureza”, que nosso céu tem mais estrelas, nossos bosques têm mais flores e nossos mares são mais verdes. Aprendemos que por nossa terra passa o maior rio do mundo e existe a maior floresta tropical do planeta, que somos um paíscontinental cortado pela linha do Equador e pelo trópico de Capricórnio, o que nos faz um país de contrastes regionais cuja riqueza natural e cultural é inigualável. Aprendemos que somos “um dom de Deus e da Natureza” porque nossa terra desconhece catástrofes naturais (ciclones, furacões, vulcões, desertos, nevascas, terremotos) e que aqui, “em se plantando, tudo dá”. (CHAUÍ: 2001, P.3)....
tracking img