Humilhação social

UNIDERP – Anhanguera







Valdirene Teles de melo Rodrigues
Maria do Socorro de oliveira
Lucirene Menezes de Brito



Psicologia Social: Humilhação Social.






Goiânia/Goiás
Ano: 2012
Desafio de aprendizagem.
Curso: Serviço social.
Período Letivo: 2011/3 Semestre: 3
Disciplina: Psicologia Social
Polo de Ensino: Uneeducação- Goiânia-GO
Professora tutorial:Juliana Duarte.
Professora: Msc. Henlenrose A. Da S. Pedro Coelho
Professora: Karen Angelely Grubert Rojas
Grupo de 03 alunas
Valdirene Teles de Melo Rodrigues- RA: 341046
Maria do Socorro de Oliveira- RA: 341724
Lucirene Menezes de Brito-RA: 341633
Goiania-GO

INTRODUÇÃO.
1. Humilhação Social.
2. A desigualdade e a invisibilidade social na formação da sociedade brasileira.
3. Homensinvisíveis: relatos de uma humilhação social: (Costa, Fernando Braga).
De acordo com a temática em questão trata-se da desigualdade social, e ao longo de várias décadas vem sofrendo a população, ocorrendo assim um fenômeno de desigualdade de classes pelo seu poder aquisitivo, assim quem tem mais capital e poder tem maior visibilidade e qualidade de vida em detrimentos de outras.
Dando ênfase a esseassunto, nós convivemos com várias formas de humilhação social começando com baixos salários falta de moradia digna, saúde e educação.
A miséria e a desigualdade social marcam a história e diversos fatores que determinam a condição social da maioria à população.

Homens Invisíveis.

De acordo com o autor Fernando Braga de costa – em um trecho, onde o autor foi literalmente a campo e,por nove anos, trabalhou como gari na universidade de São Paulo onde ele desenvolveu um estudo sobre a invisibilidade publica dos trabalhadores subalternos, onde no 4° capitulo da obra ele relata sua experiência como gari.
Com o relato do professor pode-se observar o quanto a população e seus subempregos passam despercebidos pela sociedade de maior poder aquisitivo.
Como ele sepassou por gari onde ele dava aulas, e ninguém o reconheceu no campus nem seus colegas de trabalho e nem seus alunos. Assim foi colocado em questão o modo onde à sociedade trata os trabalhadores não só os garis, mais os porteiros, frentistas, balconistas, caixas, faxineiros, serventes, pedreiros e várias outras profissões em que a maioria da população tem como meio pra sobreviver.
Essestrabalhadores deixam sua terra natal em busca de uma nova vida na cidade grande fugindo da miséria e da fome sem nenhuma formação mais cheio de esperança que a vida vai ser melhor.
A constante busca pela felicidade do homem que trabalha e não é reconhecido e nem visto pela sociedade, trás para ele uma sensação de conforto por adquirir alguns benefícios tais como: carteira assinada, cestabásica, vale transporte, e condições de se manter e sua família.
Sua invisibilidade não lhe trás desconforto mais sim um tipo de acomodação, até mesmo por medo de não saber viver sem o subemprego.

Humilhação Social.

De acordo com autora: Ava da silva carvalho o objetivo é analisar a desigualdade social e a invisibilidade social onde estamos trabalhando esse assunto, a identidade do povobrasileiro com base em estudos e pesquisas na sociologia e psicologia, desenvolvidas por José Souza e Fernando Braga da costa eles apontam a desigualdade como um fenômeno constituinte da sociedade brasileira, onde se tem uma visão do surgimento da desigualdade social na história da colonização.
Este texto e o relato de dois autores um psicólogo e outro sociólogo, onde se trata de ponto devista diferente mais é falado do mesmo tema, a desigualdade social e a invisibilidade constituída pelo povo brasileiro.
O autor José Souza fala da invisibilidade social este projeto fala da teoria social critica para explicar a modernidade periférica e a elaboração de uma alternativa teórica em relação aos paradigmas do personalismo, onde fala das famílias e o patrimonalismo e do feito de...
tracking img