Homecare

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3520 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
No inicio o sucesso das HomeCare não foi tão grande pois os familiares não podiam arcar com os custos desta Internação Hospitalar e que o tornava elitizado demais. Mas na medida que as Seguradoras e Planos de Saúde descobriram este nicho de diminuição de despesas passaram a estudar as planilhas de custos e a remunerar quase todos os procedimentos de HOME CARE. Em pouco tempo foram surgindocentenas destas instituições nos Estados Unidos cuja atividade fim é prestar algum tipo de atendimento ambulatorial ou internação domiciliar a pacientes. Os últimos dados americanos de 1997, demonstraram existir atualmente cerca de 20.215 organizações de HOME CARE nos EUA. O número de pacientes que receberam cuidados domiciliares em 1997 foi surpreendentemente elevado e atingiu a impressionante marca de7,4 milhões de americanos ! Na Europa o HOME CARE chegou um pouco mais tarde mas também é visto como uma excelente alternativa de tratamento de saúde embasado nas estatísticas de que com HOME CARE houve um aumento relativo no número de leitos hospitalares em torno de 30 a 40%, alem da grande redução de custos que acarretava. O HOME CARE tinha chegado para ficar.
Embora o papel do Hospital, aocentralizar o atendimento ao paciente instável é primordial para o sucesso de seu tratamento, existe uma resistência natural do ser humano em ser "internado". Sem conotação pejorativa estamos cansados de ouvir o –"prefiro morrer em casa". Uma recente pesquisa feita pelos americanos mostrou que 9 entre cada 10 pacientes optariam pelo HOME CARE a outro cuidado médico institucionalizado. Isto reflete odesejo inato do ser humano: Ser tratado em casa
Cálculos feitos recentemente com planilhas de custos de seguradoras e planos de saúde revelaram números que, com o paciente em Internação Domiciliar a redução de custos em certas doenças atinge valores entre 20% e 60% comparativamente aos custos hospitalares da mesma enfermidade. Assim a decisão dos planos de saúde de entrar neste segmento seresponsabilizando financeiramente pelas despesas tornou o HOME CARE uma alternativa realista e definitiva Hoje a maioria destes planos cobrem quase integralmente os custos de Internação Domiciliar. O raciocínio que se segue é que o HOME CARE ao reduzir os custos para as seguradoras e planos de saúde estas poderiam até repassá-los para seus clientes ou no mínimo não reajustar suas mensalidades comfreqüência e o quantitativo que costumam fazer.
O crescimento do mercado de HOME CARE é grande nos Estados Unidos, e o segmento de saúde que mais cresce nos últimos anos e o 2º entre as indústrias que mais se desenvolvem só perdendo para a industria de informática.
No Brasil dados não oficiais de 1998 revelam que existem aproximadamente cerca de 80 empresas de HOME CARE. Entretanto nem todas estasempresas promovem a Internação Domiciliar propriamente dita, isto é, algumas instituições só cuidam de pacientes geriátricos ou com pneumopatias, outras só atendem pacientes cardíacos, isto é se dedicam somente a determinadas especialidades, ou determinados segmentos da Medicina. Parece já existe a necessidade de agrupar as Instituições e empresas de Home Care em nível de âmbito nacional para juntas,dentro de associações, criarem regras e regulamentos para nortear esta nova modalidade de atendimento da Saúde.
Não é novidade que o atendimento de saúde no Brasil funciona precariamente. No ano passado cerca de 17,3 milhões pacientes foram internados; um número impressionante e que corresponde a mais de 10% da população brasileira. Isto decorre em muito porque, pouco se investe na medicinapreventiva. As autoridades e os planos de saúde já estão olhando para este lado. Recentemente vimos o lançamento a nível nacional da vacinação contra gripe que foi um sucesso. A resolução lenta dos problemas da miséria – saneamento básico, alimentação (proteína), educação básica, (sanitária) e vacinação em massa - não deve alterar em muito o cenário de enfermidades no Brasil, pelo menos em curto...
tracking img