Historia do magisterio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2289 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
MAGISTÉRIO
INTRODUÇÃO
Sempre se ouve falar que a mulher é quem tem vocação para ser professora, pois é mais paciente, zelosa, carinhosa, costuma agir com seus alunos / as como se fosse mãe deles / as. Certa vez, sair duma escola em que eu dava aula e fui conversando com um rapaz que ao saber que eu era professora soltou a bela frase ¬de que mulher tem mais jeito para o ensino, sorrir e sacudira cabeça. Pensar que em pleno século XXI os ideários de que as mulheres têm mais vocação para o ensino ainda vivem ativamente.
A ideia de que mulher foi destinada ao magistério pelas características atribuídas a ela socialmente, fez com que ocorresse do final do século XIX e início do século XX o que se chama de feminização do magistério primário.
Um aumento significativo de mulheres na procurapela Escola Normal e conseqüentemente como professoras no ensino primário enquanto havia uma diminuição na procura dos homens nessa área profissional.
Por diversos motivos as mulheres ingressaram no magistério e tal ingresso possibilitou que as mesmas e outras mulheres obtivessem liberdade de expressão no público seja através da própria exposição ou mediante escritos, como cartas, ou seja,houve uma abertura para que saíssemos do privado, do cerco murado da casa para as ruas.
Percebemos durante as leituras feitas que as características de um/ a profissional da educação e das mulheres eram similar e encontramos o termo feminilização, ou seja, feição da profissão similar as atribuídas às senhoras da época. Logo, tal compatibilidade favoreceria o ingresso feminino no magistério primário.Trabalhamos na construção desse texto com fundamentação nas bibliografias lidas e analisadas durante a pesquisa acerca da Feminização do Magistério Primário Baiano na Primeira República indo de 2008 a 2009.
Nosso objetivo é abordar de forma sucinta a inclusão das mulheres no magistério e a feminização e feminilização para uma possível introdução no assunto, já que reconhecemos a amplitude dotema.
MULHERES PARA O MAGISTÉRIO
A inclusão das mulheres na Escola Normal serviu para adentrarem no mundo público, podendo atuar no mercado de trabalho lecionando no ensino primário ou pelo interesse em obter uma cultura ampla anterior ao casamento. Segundo Bruschini (1988):
A escola Normal "sobrepunha o Ensino Primário e com uma característica marcadamente profissionalizante, converteram-senuma das poucas oportunidades de continuação dos estudos para as mulheres. Por essa razão acabaram servindo tanto às mulheres que iam efetivamente lecionar, quanto àquelas que pretendiam apenas prosseguir os estudos e adquirir boa cultura geral antes do casamento." (p. 5)
Os interesses em incitar o ingresso das mulheres no magistério tinham o objetivo de manter princípios morais e conservadores, deacordo com Bruschini (1988). Além de que "o magistério era a única profissão feminina respeitável e a única forma institucionalizada de emprego para a mulher de classe média." e segundo Costa e Conceição (2001),
"Não obstante as limitações, discriminações e impedimentos, essa inserção na força de trabalho era ainda uma das poucas possibilidades de atuação no espaço público possível para asmulheres de classe média."
De acordo com Costa e Conceição (2001), O magistério era a carreira considerada mais apropriada às mulheres em inteira harmonia com os estereótipos femininos dominantes. Segundo Almeida (1998), a profissão de professora foi praticamente à única que as mulheres tiveram o direito de exercer, já que os demais campos profissionais lhes foram oclusos. De acordo com Louro (2006),os homens estavam abandonando as salas de aula, dando origem a uma "feminização do magistério", fato provavelmente ligado ao processo de urbanização e industrialização, os quais ampliavam o campo de atuação masculina.
O gênero feminino era idealizado como um ser bondoso, zeloso, meigo e bonito, tornando-se mãe "deveria ser pura e assexuada", transformando a sala de aula à extensão do lar e...
tracking img