Historia da sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2406 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Descreva a partir de seus conhecimentos como se deu a obrigatoriedade do ensino de sociologia no Brasil. Quais as etapas e processos superados até a conquista da lei 11.684 de junho de 2008.

A história da sociologia no ensino médio ocupa mais de um século de trajetórias para sua introdução. Ela se inicia com o governo provisório da recém proclamada República em 1891, que organizou por meio deBenjamin Constant, Ministro da Instrução Pública, o Sistema Educacional Brasileiro. Uma das suas leis obrigava o ensino de sociologia nas escolas de ensino médio do país. Sua intenção à época era implementar as idéias positivistas ligadas ao movimento republicano, como a separação da igreja do estado e o reconhecimento do sistema laico de ensino.
No Decreto n° 98 de 8 de novembro de 1890 ficaexpresso o caráter de preparação dos adolescentes no ensino secundário. O Sistema Educacional era obrigatório para o Distrito Federal (Rio de Janeiro) e para os demais estados da Federação figurava como modelo, o que causou inúmeros problemas para a efetiva criação da sociologia no ensino médio.
Em 1901 ocorrerá a Reforma Educacional coordenada por Epitácio Pessoa, Ministro da Justiça e NegóciosInteriores do Governo de Campos Salles. Consolidada no Decreto n° 3.890 de 1° de janeiro de 1901, a reforma retira a Sociologia do currículo. Em 1925 com a Reforma Educacional de Rocha Vaz, através do Decreto n° 16.782- A, de 13 de janeiro de 1925, introduz novamente o ensino de Sociologia.
A Sociologia passa a ser oferecida aos alunos do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro. Logo após, em 1928,passa integrar também os currículos dos cursos normais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco. A disciplina seria obrigatória no 6° ano mas a série não era obrigatória para a obtenção do certificado de conclusão do curso, que era oferecido ao término do 5° ano.
Esta reforma, assim como a proposta por Benjamin Constant, sofreu forte oposição da elite, principalmente porque instituíao fim dos exames parcelares e o regime seriado. Mesmo que a formação dos sociólogos no Brasil só tenha se iniciado após 1940, a professora Kelly Mota destaca a atuação dos sociólogos brasileiros em defesa da inclusão do ensino de Sociologia.
Entre 1931 e 1932 novamente se tem outra Reforma Educacional implementada pelo Ministro Francisco Campos através do Decreto n° 19.890 de 18 de abril de1931 e do Decreto n° 21.241 de 14 de abril de 1932 do Governo Provisório Revolucionário, que estabelecia, pela primeira vez, normas válidas para todo o país e, ao mesmo tempo, ampliava o estofo do ensino de Sociologia para além dos cursos normais. Para dar unidade ao ensino no país cria-se o Conselho Nacional de Educação (CNE), com o objetivo de dar apoio e assessorar o Ministério na direção daeducação de forma integrada em todo o país.
O ensino secundário será então dividido em cinco anos que deveria ser dedicado a formação geral dos adolescentes e dois anos destinados a preparação para o ingresso nas Faculdades de Direito, Ciências Médicas ou de Engenharia e Arquitetura. Nos três cursos complementares a Sociologia era obrigatória, no segundo ano, consolidando-se como um elemento daformação de profissionais liberais e professores. Essa característica pode ser expressa também na Reforma de 1891.
Desta forma, institucionaliza-se a Sociologia nos currículos, ao mesmo tempo em que diversos intelectuais assumem cargos nas estruturas governamentais. A partir destas posições nas estruturas estaduais, municipais e federais, estes pensadores fortalecem a institucionalização da disciplinanas diversas esferas educacionais. Entre 1931 e 1941 os conhecimentos de Sociologia são exigidos nos exames de ingresso nas Universidades.
Fernando Azevedo participa da organização da Universidade de São Paulo em 1934. Nesta mesma instituição foi diretor da faculdade de Filosofia, Ciências e Letras e professor de Sociologia. Em 1935 Azevedo torna-se o primeiro presidente da Sociedade...
tracking img