Hematologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (263 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A massa total de hemácias no sistema circulatório é regulada dentro de limites muitos estreitos, de modo que sempre há um número adequado de hemácias disponíveis paraproporcionar oxigenação tecidual suficiente, mas não tanto que as células fiquem concentradas a ponto de dificultar o fluxo sanguíneo. Qualquer condição que façadiminuir a quantidade de oxigênio normalmente transportada para os tecidos aumenta a velocidade de produção das hemácias. É o que ocorre na anemia e em altitudes elevadasonde o teor de oxigênio no ar é diminuído.
O principal fator que estimula a produção de hemácias é um hormônio circulante denominado eritropoetina, que é sensível àhipóxia. Em pessoas normais, cerca de 90% de toda a eritropoetina são formados nos rins e o restante é formado principalmente no fígado. Duas vitaminas são particularmenteimportantes para a maturação final das hemácias, a vitamina B12 e o ácido fólico. Ambos são essenciais à síntese de DNA.
Depois de passarem da medula óssea para osistema circulatório, as hemácias normalmente circulam por 120 dias, em média, antes de serem destruídas. Essa destruição pode ocorrer no baço ou através do rompimento dasmembranas plasmáticas enfraquecidas ao passar por regiões estreitas na circulação. A hemoglobina liberada pelas células que se rompem é fagocitada quase que imediatamentepor macrófagos em todo o corpo, particularmente por aqueles localizados no fígado (células de Kupffer). Durante o período que se segue, os macrófagos liberam o ferroda hemoglobina de volta para o sangue para a produção de novas hemácias. Uma parte da molécula de hemoglobina degradada é convertida no pigmento biliar bilirrubina.
tracking img