Guimaraes rosa- campo geral

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O Guimarães Rosa é um escritor pertencente à terceira fase do modernismo, quando o mesmo já se consolidava e o novo meio de escrita já era utilizado, e não somente dito que seria. Suasobras apresentam muito do interior brasileiro, ao invés dos centros urbanos que se desenvolviam rapidamente. Existe, portanto, em sua escrita, uma forte relação com a perspectivareligiosa arcaica, já que o interior é uma região onde o tempo não passou, estagnou-se numa realidade próxima à da Idade Média. Na mesma, a religião era muito presente e a vida era centradaem torno da mesma. Além disso, não há condições higiênicas boas, existe um abandono por parte do estado etc. Estas e outras características estão muito presentes em suanovela intitulada “Campo Geral”, bem como no conto “A terceira margem do rio” e “A menina de lá”.
Em Campo Geral, Guimarães conta a história de um menino, que narra juntocom a terceira pessoa seletiva, chamado Miguilim (sufixo im: diminutivo: garoto frágil), habitante de um local chamado Mutum. O Mutum é um pequeno vilarejo situado muito distante dequalquer centro urbano, rodeado por riachos e montanhas, como o próprio nome dá a ideia, de forma desenhada. Por ser um local distante da chamada modernidade, vemos uma perspectiva muitodiferente da urbana que, como foi dito, muito se assemelha à da Idade Média. A família vive uma vida sertaneja muito simples, com características acentuadas. A religião está presente emtodo discurso e pensamento das personagens; a sociedade é extremamente machista e patriarca, onde tudo que o pai da família dizia era uma verdade incontestável: ele tinha honra, nadapodia contrariá-lo, mesmo que fosse somente uma hipótese (como é o caso de possíveis traições: o pai pode ter mais de uma mulher, mas a mulher se o fizer pode até ser morta).
por C. Chapuis
tracking img