Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5551 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TCC: Depressão Infantil

TCC: Depressão Infantil

1 INTRODUÇÃO
1.1 Justificativa:
Atualmente não existe dúvida quanto a existência de depressão em crianças em idade escolar. A incidência de sintomas depressivos nesta faixa etária está cada vez maior.
A depressão infantil tem sido investigada por alguns autores da literatura estrangeira, no entanto, na população brasileira, os estudos aindasão escassos.
Existe uma estreita relação entre sintomas depressivos e rendimento escolar, mas permanece ainda a necessidade de se sistematizar conhecimentos sobre a natureza mais específica dessa relação, pois tanto os sintomas da depressão podem contribuir para prejudicar a aprendizagem do aluno, quanto o baixo rendimento escolar pode também conduzir ao surgimento de sintomas depressivos.
1.2Objetivos:
1.2.1 Objetivo Geral:
O meu objetivo com esse trabalho é fazer um levantamento bibliográfico sobre os sintomas depressivo em crianças, pois as mesmas têm mais dificuldades de dizer o que esta sentindo.
1.2.2 Objetivos Específicos:
Tendo em vista que a incidência de sintomas depressivos tem aumentado em crianças e conhecendo os efeitos negativos desses sintomas na aprendizagem, vidasocial, familiar.
A depressão infantil manifesta-se de forma bastante significativa evidenciando a necessidade de que as pessoas envolvidas diretamente com as crianças estejam alertas para os sintomas, pois a falta do diagnostico correto e do tratamento perpetua o sofrimento da criança e de todos os envolvidos.
Gostaria de mostrar com esse meu trabalho a pais e professores um pouco da depressãoinfantil e incentivá-los a ajudá-las.
2 REVISÃO TEÓRICA
Segundo Rothenberg (1976) a depressão é uma reação ou distúrbio caracterizado por tristeza, aspecto acabrunhado e redução da atividade geral. Os pacientes deprimidos ficam apáticos, perdem o interesse pelas coisas, não têm vontade de fazer nem ir a qualquer lugar e querem ficar sizinhos.
Seus afazeres normais são prejudicados e suasresponsabilidades negligenciadas. Sofrem de insônia e de perda de apetite, com conseqüência de peso. Quando vem de formas mais graves os pacientes não acreditam que possam melhorar e acabam não procurando ajuda, podendo nessas condições chegar a um suicídio.
Paiva (1982) classifica os estados depressivos como:
I – Depressão Neurótica
1) depressão reativa: Estado distímico de tristeza onde se sucedeimediatamente a um episodio. Os sintomas estão relacionados com o fator desencadeante. Vivências casuais, traumas, menstrual, enxaquecas, preocupação, perda de um ente querido entre outros.
Na mulher é mais freqüente por volta dos trinta e cinco aos 45 anos, já nos homens é por volta dos cinqüenta aos sessenta anos. Em sua primeira fase aparece logo após o stress um estupor afetivo, havendo umaforte tensão interna e excitação que se traduzem pela irritabilidade e desespero, na segunda fase vem a apatia.
2) neurose astímico depressiva: É um estado distímico de irritação, tristeza, fraqueza e desanimo sendo apresentado em caráter agudo nos introvertidos, deixando o sujeito sensível, impressionável, indeciso, ansioso, tímido, reservado se esgotando devido aos conflitos familiares eprofissionais, geralmente vive em ambiente de dificuldades econômicas.
Nos homens isso ocorre devido à sobrecarga de trabalho intelectual e de responsabilidade junto com a insegurança na sua execução, tendo a sensação de insucesso causando insônia e distúrbios gástricos, hiperglicêmico, acesso de cólera imotivada, peso na cabeça, tontura, opressão, palpitações e falta de memória.
3) neurose depressiva:Há predominância de depressão em relação aos sintomas de ansiedade, histeria e fobia com os quais esta vinculada à episódios traumáticos remontando a infância como divorcio dos pais ou perda de um ente querido.
II – Depressão Psicótica
1) depressão involuntária: Estado depressivo desenvolvido no período de involução, ou seja, entre cinqüenta anos, sem cargas hereditárias nem fases maníacas ou...
tracking img