Gerenciamento de crises

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4289 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1
GERENCIAMENTO DE CRISES

Prof. Quesada
-
02
Conceitos
Crise
Aurélio, dicionário.
“Fase difícil (grave) na evolução das coisas, dos sentimentos, dos fatos;
colapso”.
“Parte de transição entre uma época de prosperidade e outra de
depressão”.
Dicionári
o Webster
“Um ponto ou Situação crucial ou decisiva”
.
Peter Sarna
“Qualquer situação, evento, série de circunstâncias,incidente ou
condição que tenha as seguintes características:
Apresenta uma séria ameaça;
Desvia recursos significativos;
Exige coordenação em nível de cadeia de comando”
.
F.B.I.
“Evento ou situação crucial que exige uma resposta especial a fim de
assegurar uma solução aceitável”.
Incidente e Acidente
Jaque
s Sherique assim diferenciou os termos:

Incidente: um acontecimento não desejado ounão programado que venha
a
deteriorar ou diminuir a eficiência operacional de uma empresa”.
“Acidente: Um acidente é o evento não desejado que tem por resultado
uma
lesã
o ou enfermidade a um trabalhador ou um dano a propriedade”.
O autor classifica os incidentes como “
quase acidentes
”.
Características Essenciais de uma Crise
2
Imprevisibilidade (pode acontecer a qualquer momento);Urgência (requer respostas imediatas
-
c
ompressão do tempo);
Ameaça a vida (quase sempre carrega um potencial de ameaça às vidas
humanas);
Requer aplicação de múltiplos recursos especializados, em tarefas
simultâneas;
Ambiente carregado de stress.
Graus de Ameaça
1º Grau

Alto risco: Interru
pção parcial ou total das atividades
operacionais;
2º Grau

Altíssimo risco: Ameaçaconcreta a vida;
3º Grau

Ameaça extraordinário: Ameaça à vida ou à continuidade da
operação que exigem respostas especializadas.
4º Grau

Ameaça exótica: Ameaças produz
idas por agentes químicos,
bacteriológicos, ambientais entre outros, os quais exigem uma resposta
específica levadas a efeito por recursos externos.
Níveis de resposta
Nível 1: A crise exige respostas implementadas porrecursos locais de
rotina.
Nível 2:
A crise exige respostas implementadas por recursos locais
especializados, devidamente coordenados.
Nível 3: A crise exige respostas implementadas em níveis anteriores
acrescida por recursos externos especializados.
Nível 4: A crise exige respostas impleme
ntadas em níveis anteriores
acrescida por recursos externos específicos.
Fases de uma Crise
Pré-
evento
: estabelecimento de Planos de Contingência.
Resposta imediata
: Adoção de medidas técnicas definidas em
planejamento
prévio, com objetivo de mitigar as
conseqüências da crise.
Respostas tardias ou mal preparadas podem ser mais danosas que a
própria
crise.
Implementação das ações de socorro
.
Contenção do ambiente garantindo a estabilidade e imobilidade da
crise.Isolamento da crise, criando um ambiente pr
opício para as ações de
Gerenciamento.
Plano específico
: Critérios de aplicação dos recursos identificados para a
solução da crise ou Plano de Contingência.
3
Solução
: Garantir o restabelecimento da normalidade
.
Fase posterior ao evento
: Avaliação crítica da
s causas do evento crítico,
análise do plano de contingência e avaliação do desempenhodas
equipes
empenhadas na resolução da crise.
Gerenciamento de Crise
É o processo de identificação, obtenção e aplicação dos recursos
necessários à antecipação, preven
ção e resolução de uma crise.
Requisitos Básicos de um Plano de Atendimento em Emergência
Os problemas associados a ações emergenciais envolvendo situações de
crises são, em resumo, grandes e complexos.
Dividindo estesgrandes eventos em uma série de peq
uenos eventos,
interligados e buscando a solução de cada um deles setorialmente, poderá
propiciar
aos envolvidos tomarem decisões e ações mais eficientes e
eficazes no âmbito da
referida situação, tendo
-
se entendimento do
panorama global mais clarificado.
Colocando cada peça da crise em seu devido lugar, no mesmo processo de
aprendizado de quebra
-...
tracking img