Gerenciamento de crises

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO DE RELAÇÕES PÚBLICAS DE PERNAMBUCO
ESCOLA SUPERIOR DE RELAÇÕES PÚBLICAS – Esurp
CURSO DE GRADUAÇÃO EM COMUNICAÇÃO SOCIAL
HABILITAÇÃO EM RELAÇÕES PÚBLICAS

Gerenciamento de Crise

Recife2012

Gerenciamento de Crise

Resumo apresentado para a obtenção de nota de avaliação para primeira unidade da cadeira de Gerenciamento de Crise, pela Escola Superior de Relações Públicas –Esurp.

ORIENTADORA: Profa.

Recife
2012

Gerenciamento de Crise
Dentro dos indicadores de gestão responsáveis da crise, a Mesbla, de Ricardo Mansur, se enquadra no item 8( pág.78 da ficha ), emseu nível 1, onde justifica-se no texto abaixo (principalmente na parte em negrito).

Empresa: MESBLA

Problemas nos anos 1990
Apesar dessas mudanças de estratégia, alguns problemas persistiram.A Mesbla tinha quarenta diretores, o que tornava as decisões lentas. Ao final do governo Sarney, em 1989, a diretoria, acreditando que o país caminhava para uma hiperinflação, começou a estocarmercadorias em excesso e passou a contar basicamente com recursos gerados por sua financeira.
O advento do Plano Real, com o fim da altainflação, mostrou as fragilidades da Mesbla, e a empresa passou aenfrentar constantes prejuízos, que tentou resolver com fechamento de lojas e dispensa de empregados. Para agravar, tinha que enfrentar a concorrência de lojas de departamento e hipermercadosestrangeiros, com facilidade de obter capitais no exterior a juros mais baixos.
As empresas estrangeiras conquistaram a clientela de melhor poder aquisitivo, sempre atenta a novidades, com uma maior variedadede mercadorias e facilidades de crediário, em especial com a criação de cartões de crédito próprios. Quando a Mesbla tentou se igualar aos concorrentes, criando marcas exclusivas de roupa e seupróprio cartão de crédito, já era tarde. No ano de 1994 já havia fechado várias lojas e reduzido seu quadro para 4,5 mil funcionários, sem conseguir estancar os prejuízos.

Mansur e o fim
Em 1997, com...
tracking img