Foucault – “nietzsche, a genealogia e a história”

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (539 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FOUCAULT – “Nietzsche, A Genealogia e a História”

Neste texto Foucault faz uma leitura de Nietzsche e destaca o papel importante da genealogia em relação a história. Afirma que a história devetrabalhar a partir da genealogia e que esta forma de operar deve ser um exemplo aos historiadores – deve ser genealogista. É preciso destacar que pesquisa da origem é diferente, não possui o mesmosentido que genealogia, como destaca FOUCAULT (p. 16): “A genealogia não se opõe à história como visão altiva e profunda do filósofo ao olhar de toupeira do cientista; ela se opõe, ao contrário, aodesdobramento meta-histórico das significações ideais e das indefinidas teleologias. Ela se opõe à pesquisa da origem”.
Para essa forma de trabalhar inspirada na genealogia, Nietzsche escolheu entre váriostermos em alemão a palavra Herkunft, pois era a que melhor designava o sentido, “... a resconstituição de sua articulação própria” (p. 20) que é a proveniência. Com tudo, Nietzsche rompe com trêspostulados da origem. Lembrando, Nietzsche considera que a pesquisa de origem remonta o passado buscando sua forma primeira, perfeita, imóvel e que essa essência existe no passado e também no presente.Sua recusa por esta noção é explicada, porque para ele por trás das coisas existem fatores completamente diferentes. Na realidade elas não possuem essência “... ou que sua essência foi construída peçapor peça a partir de figuras que lhe eram estranhas (...) o que se encontra no começo histórico das coisas não é a identidade ainda preservada da origem – é a discórdia entre as coisas, é o disparate”(p. 18). E ainda que a identidade do sujeito, de um individuo não se coloca porque na realidade é uma mascara, pois tudo não passa de uma construção.
Assim rompe com o postulado da alta origem, queno começo tudo era perfeito, essa existência era mística e maravilhosa. Entretanto o início histórico era mesmo baixo, onde se dá de encontro com o primitivo, “não no sentido de modesto (...) mas...
tracking img