Formacao de imagens radiograficas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3475 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Noções Básicas sobre Raios X
1
PRINCÍPIOS DE FORMAÇÃO
DA
IMAGEM RADIOGRÁFICA
Prof. Alwin Elbern, Ph.D.
DENUC - UFRGS
2
Súmula
• Qualidade da Imagem
• Geração de Raios X
• Formação da Imagem Radiográfica – Contraste
• Filme Radiográfico
• Processamento Radiográfico
• Sensibilidade do Filme
• Noções de Controle de Qualidade do Processamento
• Definição, Resolução e Visibilidade deDetalhes
• Controle de Qualidade – Portaria 453/98
Noções Básicas sobre Raios X
3
Qualidade da Imagem
A qualidade da imagem médica é determinada
pelo método de Radiodiagnóstico
(Raios X, US, TC, RM, etc.), pelas
características do equipamento e pelos
ajustes selecionados pelo operador.
A qualidade da imagem depende de pelo menos cinco
fatores:
Contraste, Definição, Ruído, Artefatos,Distorção
4
Corpo Humano
O corpo humano tem muitas estruturas
(ou objetos) que aparecem simultaneamente,
e freqüentemente, sobrepostos na
imagem. Outro fator importante que
determina uma boa visibilidade, é que um
objeto presente em uma imagem médica
deve sobressair-se em relação às
imagens de fundo.
Noções Básicas sobre Raios X
5
Geração de Raios X
A radiografia foi inauguradapraticamente junto com o
descobrimento dos raios X, realizado por Wilhelm
Conrad Röntgen em novembro de 1895, o que lhe
conferiu o 1o prêmio Nobel de 1901 de Física.
A primeira radiografia foi feita ainda em seu laboratório,
onde permaneceu sozinho por semanas
obcecado por experimentos secretos, quando expôs
aos raios X a mão de sua mulher, apoiada sobre uma
chapa fotográfica, por 15 minutos.Histórico
6
Histórico
•Röntgen observou que os raios X podiam atravessar os corpos.
Alguns materiais se apresentavam mais opacos e outros mais transparentes.
•Radiografia da
mão de Anna
Röntgen, em
novembro de
1895. Por seus
trabalhos, ele
recebeu o
primeiro Nobel
de física no ano
de 1901.
Noções Básicas sobre Raios X
7
Geração de Raios X
Os raios X são originários da frenagem doselétrons
gerados no catodo, que se convertem em fótons,
pelo fenômeno conhecido por Bremsstrahlung.
Os raios X produzidos no interior das ampolas são constituídos
por ondas eletromagnéticas de várias freqüências e intensidades.
A maior parte (99%) da energia cinética dos elétrons é
perdida sob a forma de calor e apenas 1% dela é convertida
em raios X.
Os raios X produzidos por“bremsstrahlung” constituem um
espectro contínuo dentro de uma faixa de comprimento de
onda que vai de 0,1 a 0,5 Å (10-10 m).
8
Origem dos Raios X
Bremsstrahlung
Noções Básicas sobre Raios X
9
Propriedades Elétricas
A qualidade e a quantidade de raios X produzidos
podem ser controladas ajustando-se as grandezas:
TENSÃO - Kilovoltagem (kV) = diferença de potencial
(ou “potencial para aumentar aenergia dos elétrons”).
- Elétrons com mais energia adquirida por meio de kV
mais alto produzem raios X mais penetrantes e em
maior quantidade.
CORRENTE - Miliamperagem (mA)=quantidade
ou número de elétrons que passam a cada
segundo do catodo para o anodo.
•TEMPO de exposição (s) = duração do pulso
10
Tubo de Raios X
No tubo (ampola) são gerados os Raios X pela comversão
da energia doselétrons em calor (ou energia
térmica) e, em menor quantidade, em raios X
(Bremsstrahlung).
O calor é um subproduto indesejável no processo. O
tubo de raios X é projetado para maximizar a produção
de raios X e dissipar o calor tão rápido quanto
possível.
Noções Básicas sobre Raios X
11
Ampola de Raios X
Uma corrente de elétrons flui através do tubo, do catodo, onde são
produzidos, em direçãoao anodo, onde os elétrons param
bruscamente, sofrendo uma perda abrupta de energia resultando na
produção dos raios X.
12
Noções Básicas sobre Raios X
13
Elementos do Tubo de RX
CATODO: é o eletrodo negativo do tubo. É constituído
de duas partes principais: o filamento e o
copo focador.
A função básica do catodo é emitir elétrons a partir
de um circuito elétrico secundário, e...
tracking img