Fordismo x toyotismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1772 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIESB
CURSO DE ADMINISTRAÇÃO – TURMA B

O FORDISMO E O TOYOTISMO
O SISTEMA KANBAN

ALUNOS: CIBELE ALENCAR ALMEIDA
EDRIANA DA COSTA E SILVA

Trabalho apresentado para avaliação na disciplina de Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais do curso de Administração, turma b.

CANAÃ DOS CARAJÁS- 2011

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 3
1 o sistema ford de produção 4
2 o sistema toyota de produção 5
2.1 OS 7 DESPERDÍCIOS QUE O SISTEMA VISA ELIMINAR 5
3. FORDISMO X TOYOTISMO 6
4. O SISTEMA KANBAN 7
4.1 ORIGENS DO SISTEMA KANBAN.............................................................................7
4.2 CARACTERÍSTICAS DO SISTEMAKANBAN...........................................................7
4.3 OBJETIVOS DO SISTEMA KANBAN..........................................................................7
4.4 PRÉ-REQUISITOS PARA O KANBAN........................................................................8
5. REFERÊNCIAS....................................................................................................................9

INTRODUÇÃO

O presentetrabalho tem como objetivo apresentar os sistemas de produção desenvolvidos por Henry Ford e Taiichi Ohno, apresentando seus princípios e características.
Na apresentação do Toyotismo, desenvolvido por Taiichi Ohno, abordaremos também o uso do sistema Kanban como sistema de informação.






























31. O SISTEMA FORD DE PRODUÇÃO

Criado por Henry Ford em 1913, o Fordismo propunha uma nova forma de produção, não mais baseada no trabalho artesanal, especializado e lento, mas baseado no Taylorismo, ou “organização científica do trabalho”. A principal característica deste sistema é a utilização de linhas de montagem, para a fabricação em série que atendesse o consumo de massa a umpreço relativamente baixo.

Para tal, o Fordismo se apoiou em 5 princípios de transformação:
- Atender o consumo - Produção em massa combatendo desperdícios inclusive de tempo; - - Parcelamento das tarefas, operário só faz um número limitado de gestos (acaba a profissão artesão em mecânica);
- Criação de uma linha de ligação entre funcionários - esteira que permite aos operários, realizarprodução em equipe de forma fluida;
- Padronização de peças, mesmo modelo;
- Automatização das fábricas - A partir de 1914, surge as primeiras linhas automatizadas, veículo produzido oito vezes mais rápido que o esquema anterior.           

Dentro deste sistema de produção, uma esteira rolante conduzia o produto, no caso da Ford os automóveis, e cada funcionário executava uma pequena etapa.Logo, os funcionários não precisavam sair do seu local de trabalho, resultando em maior velocidade de produção. Também não era necessária a utilização de mão-de-obra muito capacitada, pois cada trabalhador executava apenas uma pequena tarefa dentro de sua etapa de produção.
Ao contrário da produção artesanal, nessa concepção o cliente não tem escolha. Os fabricantes elaboram produtos para suprirem ogosto do maior número de pessoas possíveis.
         Seu produto mais conhecido foi o Ford Modelo T, produzido com custo reduzido para a sociedade de massa, totalmente aos moldes fordistas-tayloristas. O inconveniente é que todos os carros eram exatamente iguais, até da mesma cor, o que levou Ford a lançar uma série de propagandas dizendo que “Qualquer americano poderia ter o seu Ford Modelo T,da cor que quisesse, contanto que fosse preto.” 
 Em 1921, a Ford  fabricava mais da metade dos automóveis do mundo, seu capital de dois milhões de dólares em 1907, solta para 250 milhões de dólares em 1919, forçando a concorrência uma adaptação aos padrões fordistas incluindo salários empregatícios.

4

2. O SISTEMA TOYOTA DE PRODUÇÃO

O Sistema Toyota de Produção surgiu no Japão, na...
tracking img