FLUXOGRAMA DE ABATE DE BOVINOS

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 20 (4841 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 28 de outubro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO


2. REVISÃO DE LITERATURA


2.1 Transporte


Uma das etapas mais importante no sistema de produção de bovinos de corte que pode comprometer o bem-estar é o transporte. Esta é uma das situações mais estressante que os bovinos sofrem, influenciando diretamente na qualidade da carne após o abate (SILVA, 2009), ainda afirma que a qualidade da carne é influenciada por fatoresintrínsecos e extrínsecos e, dentre os últimos, destacam-se as práticas de manejo no local de criação, no transporte e no abatedouro, sendo que as consequências econômicas destas práticas têm sido alvos de pesquisadores no Brasil. Milhares de bovinos são transportados todos os dias para os frigoríficos, sendo que a maioria dos transportes é de forma rodoviária, devido as condições geográficas e deinfraestrutura do país (BRASIL, 2013).

Os animais devem ser transportados até o matadouro frigorífico em veículos apropriados, por pessoas treinadas, respeitando a capacidade máxima do veículo a fim de evitar fraturas e contusões. Mesmo sob boas condições e em viagens curtas, os bovinos podem mostrar sinais de estresse e quando o manejo pré-abate é feito de forma inadequada, compromete obem-estar animal, causando desde contusões, fraturas, arranhões, exaustão metabólica, desidratação, estresse de temperatura, até morte (GREGORY, 1994; BRASIL, 2013). Animais estressados sofrem e, com isso, há maior probabilidade de ocorrerem problemas com a carne (BRASIL, 2013).
Assim, o manejo dos animais, durante o período ante-mortem, pode ter um efeito significativo na redução da qualidade dacarcaça, conduzindo-a para problemas de carne enegrecida ou pálida, mole e exsudativa (FERNANDEZ et al. 1992; GREGORY, 1994; ROÇA, SERRANO, 1996).
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), indica-se que todos os envolvidos com o transporte desde as transportadoras responsáveis pelas equipes da fazenda, pelos caminhoneiros e responsáveis por receber os animais nos frigoríficos,devem conhecer o comportamento e as necessidades dos bovinos, para que possam realizar suas atividades com o cuidado necessário, reduzindo os riscos de estresse, de ferimentos e de morte de animais durante as viagens (BRASIL, 2013).
Para se planejar e organizar previamente o transporte dos animais para o abate deve-se definir quais animais serão abatidos, o tipo de veículo a ser utilizado, onúmero de veículos necessários, as rotas mais curtas e melhores a serem utilizadas, datas e os horários previstos para o embarque e desembarque dos animais, além de definir os motoristas já treinados (BRASIL, 2013).
Segundo a cartilha específica para o transporte, deve-se embarcar o número correto de animais por compartimento de carga, evitando-se principalmente a superlotação e, prevenindoconsequências indesejáveis. Para definir a capacidade de carga de um veículo, deve-se medir o comprimento de cada um dos compartimentos de carga e com essa medida e o peso médio dos animais que serão embarcados, definir o número de animais a serem embarcados por compartimento com base na Tabela 1 (BRASIL, 2013).

Tabela 1. Capacidade de animais de acordo com o espaço físico do veículo
Peso Vivo
(Quilos)Espaço Linear
(Metros/Animal)
250
0,33
300
0,37
350
0,41
400
0,44
450
0,47
500
0,51
550
0,54
600
0,57
650
060
700
0,63
750
0,65
800
0,68
850
0,71
900
0,73
950
0,76
1000
0,78
Fonte: Adaptada de Tseimazides (2006), dissertação de mestrado,
Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, FCAV-UNESP, Jaboticabal-SP.


2.2 Descanso e Jejum


É amplamente reconhecidoque o estresse pré-abate afeta severamente as características de qualidade da carne de animais domésticos. Assim, a forma de manejo e adequação das instalações, tanto na fazenda quanto no frigorífico, devem ser observadas a fim de evitar o sofrimento desnecessário do animal e a perda na qualidade final da carne (GOMIDE et al,; 2006).
O período de descanso e dieta hídrica no frigorífico é o...
tracking img