Fisioterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1409 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Cerebelo, nosso pequeno cérebro
(baseado no trabalho de James M. Bower e Lawrence M. Parsons)


Sempre que falamos em habilidades intelectuais, funções cognitivas e sensoriais, capacidade mental, verbal, lingüística, pensamos logo em funções cerebrais. Não podemos de forma alguma desconsiderar a soberania do nosso cérebro e de suas estruturas.
Porém, chamou minha atenção umamatéria publicada na revista Scientific American do mês de Setembro de 2003.
O artigo, “O Cerebelo Reconsiderado”, escrito pelos pesquisadores James M. Bower e Lawrence M. Parsons, fala sobre as recentes descobertas a respeito deste pequeno cérebro, e expõe o que os autores chamam de “hipótese da aquisição sensorial”.


Anatomicamente, o cerebelo ocupa a parte posterior da caixacraniana, logo abaixo do cérebro, separado deste pela cissura transversal e, ao mesmo tempo, a ele unido pelos pedúnculos cerebelares superiores. Tem grande importância para o sistema nervoso pelas suas funções e inter-relações que desempenha, sendo elas:
Regulação do tônus muscular
Coordenação dos movimentos (Taxia)
Equilíbrio


As doenças e os distúrbios cerebelares produzem deficiênciasna velocidade, amplitude e força do movimento.


O cerebelo apresenta 3 subdivisões:


1. Arquicerebelo - que está relacionado com a manutenção do equilíbrio e movimentos de olhos, cabeça e pescoço.
2. Paleocerebelo - que auxilia no movimento coordenado do tronco e das pernas.
3. Neocerebelo - que exerce controle sobre os movimentos coordenados finos dos membros,particularmente das extremidades superiores.


Histologicamente, apresenta um córtex semelhante ao córtex cerebral (superfície enrugada com circunvoluções), composto de 3 camadas celulares:
externa ou molecular
média ou das células de PurKinje
interna ou granular




Assim como ocorre no cérebro, a substância cinzenta está na periferia e a substância branca no interior. Esta, espalha-sepelo interior do cerebelo como os ramos de uma planta.
Recebeu dos antigos anatomistas o nome de "arbor vitae" ou "árvore da vida", em função do seu aspecto ramificado como os galhos de uma árvore.

O córtex cerebelar abriga enorme quantidade de circuitos numa área relativamente pequena, dobrada várias vezes sobre si mesma.
A idéia do “cerebelo coordenador de movimentos”surgiu entre os fisiologistas do séc. 19, através da observação de animais que apresentaram distúrbios motores após a remoção ou lesão do órgão. Há até pouco tempo, era este o conceito válido.



Como Terapeuta Ocupacional, sempre que atendia lesionados cerebelares, tinha em mente o conjunto de sintomas que caracterizam o quadro de lesão cerebelar apresentado por estes pacientes. Estessintomas, entre outros, incluem:
1. ataxia (ataxia – do grego ATAXIA – significa “desordem”, “confusão”) - marcha com base alargada , oscilante.
2. desdiadococinesia - impossibilidade de alternar movimentos rápidos.
3. hipotonia - diminuição do tônus muscular (grau de contração do músculo em repouso).
4. decomposição de movimentos - inabilidade para executar uma seqüência de atoscoordenados , finos.
5. tremor -
6. disartria – dificuldade na articulação das palavras.
7. dismetria - dificuldade ou incapacidade de controlar a amplidão e a harmonia dos movimentos musculares voluntários, perda do equilíbrio enfim, conseqüências motoras.

Hoje, o emprego de técnicas de imageamento e outros experimentos neurobiológicos, sugerem que o cerebelo participa de forma ativa deoutras atividades, como raciocínio espacial, distúrbios de linguagem, compreensão e distinção de fonemas (aperta/aberta), na memória de curta duração, na atenção, no controle de atos impulsivos, nas emoções, nas funções cognitivas superiores e de percepção, na habilidade de planejar tarefas e, possivelmente, até mesmo em condições especiais como a esquizofrenia e o autismo.
Através de...
tracking img